BRASÍLIA

GDF

Humanizar: troca de experiências marca encerramento de oficinas

Publicados

em

Em três dias de atividades, profissionais do Iges reforçaram conhecimentos sobre atendimento humanizado na saúde pública
Mais de 150 profissionais do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) participaram do 1º Circuito de Oficinas do Humanizar, encerrado nesta quarta-feira (13). Foram três dias de workshops no Hospital de Base (HB) e no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), com a presença de chefes setoriais e de auxiliares de atendimento dos dois hospitais e das seis unidades de pronto atendimento (UPAs) do DF.
“Estamos muito felizes com o envolvimento dos colaboradores. Todos se mostraram comprometidos com a nossa visão de oferecer um atendimento de mais qualidade aos pacientes”, celebrou Larissa Miriam Andrade, assessora da Diretoria de Inovação, Ensino e Pesquisa (Diep) e organizadora do evento.
Ákila Priscila Rocha de Souza, de 30 anos, atua no projeto Humanizar há 1 ano e 2 meses e participou do treinamento no HRSM hoje. “Aprimorei minha capacidade de ouvir e entender as necessidades dos usuários e, dessa forma, ser capaz de ajudá-los de maneira mais precisa”, acrescentou.
Para Thiago Braga, auxiliar de atendimento no Hospital de Base, o circuito de oficinas trouxe uma nova perspectiva de atuação quanto ao trabalho já realizado. “O evento foi bastante proveitoso, com palestras de profissionais de qualidade. O meu desejo é que esse conhecimento possa se propagar por todas as unidades e que sejamos referência em atendimento humanizado.”
Sobre o Humanizar
Criado em 19 de novembro de 2019, o projeto Humanizar segue as diretrizes estabelecidas pela Política Nacional de Humanização do Ministério da Saúde. A proposta é melhorar a relação entre pacientes, familiares e profissionais com acolhimento logo às portas de entrada das unidades de saúde.

Inicialmente, foi implementado no Hospital de Base, sendo depois levado para o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e para as seis UPAs. Atualmente o projeto é composto por 111 colaboradores, entre gestores, consultores, analistas e auxiliares.

Leia Também:  Conheça o trio dos sonhos de Filippelli para a Câmara Legislativa em 2018
Texto: Thays Rosário
Fotos: Davidyson Damasceno/Ascom Iges-DF
Atenciosamente,
Horário de atendimento à imprensa: 
Segunda a sexta-feira: das 7h às 19h
Sábados, domingos e feriados: das 9h às 18h
Assessoria de Comunicação
[email protected]

( 61 3550-8810

Acesse: https://igesdf.org.br/

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GDF

Comissão da Vacina aprova plano de trabalho para acompanhar a vacinação no DF, que começa amanhã (19), às 10h 

Publicados

em

Comissão quer apoio da bancada federal para cobrar cronograma e doses da vacina
Foto: Reprodução TV Web CLDF

O presidente do colegiado, deputado Fábio Felix (PSOL), considerou que ontem (17), em São Paulo, foi dado um passo importante com o início do plano de imunização. “Temos que lutar para que o DF inicie a vacinação com os insumos necessários”, disse, ao citar que a secretaria de Saúde informou ter recebido cerca de cem mil doses.

O relator da Comissão, deputado Delmasso (Republicanos), garantiu que disponibilizará ainda hoje aos pares os planos de operacionalização nacional de vacinação contra a Covid-19 e do DF, bem como as documentações e relatórios da Anvisa relacionados à aprovação emergencial das vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca. A documentação será incorporada ao relatório da Comissão. O parlamentar registrou sua preocupação com a quantidade insuficiente de doses, uma vez que é necessário imunizar 70% da população, cerca de cem milhões de pessoas, para o País sair da pandemia. Ele sugeriu uma atuação conjunta da Comissão com a bancada federal do DF para cobrar do ministério da Saúde o cronograma de distribuição e as datas do plano de imunização no DF. “Precisamos garantir que não haja descontinuidade do plano de operacionalização”, frisou.

Leia Também:  Conheça o trio dos sonhos de Filippelli para a Câmara Legislativa em 2018

Ao apoiar a sugestão de Delmasso, o vice-presidente da Comissão, deputado Jorge Vianna (Podemos), considerou que, embora seja justa a divisão isonômica e proporcional de doses proposta pelo ministério da Saúde, é necessário minimizar a demora no processo de vacinação. Segundo Vianna, a Comissão precisa saber a quantidade de doses que chegarão ao DF e os prazos porque tem a responsabilidade de comunicar essas informações à população. Do mesmo modo, a deputada Jaqueline Silva (PTB) endossou a união com a bancada federal e a preocupação com a quantidade insuficiente de doses. Por sua vez, o deputado João Cardoso (Avante) destacou o papel humanitário da comissão.

Audiência com secretário de Saúde

Nesta terça-feira (19), às 16h30, a Comissão Especial ouvirá o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, sobre o plano de imunização local. Os parlamentares querem questioná-lo a respeito do quantitativo de doses, prazos, grupos prioritários e continuidade, entre outros pontos do processo de vacinação.

Franci Moraes
Fotos: Reprodução TV Web CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA