BRASÍLIA

GDF

O zebrinha voltou

Publicados

em

Arte: Divulgação/Secretaria de Mobilidade do DF

Os ônibus que circulam nas linhas do Serviço de Transporte de Vizinhança, no Distrito Federal, voltarão a ter as cores tradicionais que os tornaram conhecidos como “zebrinhas”. Os veículos com listras brancas e vermelhas deverão estar em operação até fevereiro de 2022.

“Vamos resgatar as cores do transporte de vizinhança, de forma que os usuários poderão identificar com facilidade os veículos dessas linhas”, disse o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro.

Segundo o secretário, muitas pessoas pensam que o vizinhança foi descontinuado, pois os micro-ônibus circulam atualmente com as cores iguais aos demais ônibus das operadoras. “Além de facilitar para essas pessoas, a volta do zebrinha vai resgatar essa parte da história do transporte público coletivo na capital”, disse Casimiro.

Hoje circulando com as cores dos demais ônibus das operadoras, os zebrinhas vão voltar a ter as listras brancas e vermelhas para serem mais facilmente identificados pelos usuários | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

As cores do zebrinha foram aprovadas pelo Conselho do Transporte Público Coletivo do DF e publicadas no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) nesta terça-feira (26), por meio da Resolução nº 4.748 de 13 de outubro de 2021. De acordo com o visual aprovado, os veículos terão uma faixa branca até a altura dos faróis e, na parte superior, predomina a cor vermelha com algumas listras brancas.

Leia Também:  Iluminação da Ponte JK sob os cuidados da CEB Ipes

O Serviço de Transporte de Vizinhança conta com 46 veículos circulando em 12 linhas na área central do DF, que inclui Asa Sul, Asa Norte, Esplanada dos Ministérios, Cruzeiro, Octogonal, Sudoeste e os setores de Autarquias, Bancário e Comercial, além de duas linhas que vão até o Aeroporto. As linhas são: 6, 7, 11, 16, 22, 23, 24, 25, 30, 31, 32 e 35.

História

O transporte de vizinhança começou a operar no início da década de 1980, por meio da Portaria nº 61, de 10 de julho de 1980, que ainda está em vigor. O início da operação foi em 30 de abril de 1981, com tarifa diferenciada e os veículos circulando entre as quadras das asas Sul e Norte (W1 e L1), além da Esplanada dos Ministérios, Lago Sul e nas proximidades de bancos, autarquias e comércio da região central da capital federal.

Os ônibus com listras brancas e vermelhas circularam até 2012, quando a nova licitação do Sistema de Transporte Público Coletivo do DF determinou as cores dos veículos de acordo com cada área de operação. Atualmente, alguns micro-ônibus estão na cor verde e outros na cor amarelo. Depois de 10 anos, os “zebrinhas” voltarão a circular em Brasília com as cores originais.

Leia Também:  Manutenção de vias na área rural do Jardim Botânico

*Com informações da Secretaria de Mobilidade do DF

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

GDF

(R)Projeto ‘Arquitetando o Mundo’ reforma unidade de acolhimento

Publicados

em

Por

Luna Catrina, de 22 anos, pediu uns dias de folga no trabalho, na Asa Norte, para ajudar na revitalização do Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (Saica). Localizada no Recanto das Emas, a unidade abriga crianças e adolescentes que perderam os vínculos familiares ou, por algum motivo, não estão com a família. Estudante de arquitetura do 9º semestre da Universidade de Brasília (UnB), Luna é uma das voluntárias do Arquitetando o Mundo, projeto do casal paulista Ariadne Pereira e Valter Strunk.

Apesar de ainda faltar um equipamento ou outro, o casal responsável pelo Arquitetando o Mundo acredita que consegue entregar a reforma nos próximos dias | Foto: Ádamo Dan/Sedes

A psicóloga e o arquiteto venderam tudo o que tinham e rodam pelos estados brasileiros numa van em busca de parceiros para reformarem abrigos. No Distrito Federal há três semanas, a dupla escolheu justamente essa unidade no Recanto das Emas, onde moram oito meninas e meninos acolhidos pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

Apesar de a revitalização estar adiantada, o Arquitetando o Mundo ainda precisa de apoio para terminar o serviço, como alguns ajustes na cozinha, na sala de atendimento e nos banheiros

“Já conseguimos tinta, verniz, ferramentas, parte da iluminação e até um sofá novo doado por um senhor de fora do Brasil”, comemora Valter, ao dizer que saíram de porta em porta pelas ruas do DF em busca de apoio para a empreitada. “A Sedes nos forneceu muito material, mas certas coisas muito específicas não tinham no depósito da secretaria, então precisamos pagar alguns produtos do nosso próprio bolso”, complementa Ariadne.

Leia Também:  “No peito, só cabe amor” realiza mais de 600 atendimentos em Samambaia

Entre as apoiadoras do projeto está a arquiteta Silvana Albuquerque, que atualmente expõe no espaço Café da Casa Cor e a empresa RV Digital.

Apesar de ainda faltar um equipamento ou outro, eles acreditam que conseguem entregar a reforma nos próximos dias. “Graças ao apoio também da equipe de trabalho daqui”, enfatiza o arquiteto, ao citar que um dos cuidadores sociais, Patrício Sá Filho, tem ido trabalhar na obra mesmo fora de seus plantões. “Aqui também é minha casa”, comenta o servidor, que há mais de 20 anos trabalha na Sedes.

Assim como ele, a chefia da unidade tem feito articulação junto à comunidade e à administração local em busca de urbanização da região, para a realização de serviços como roçagem e capina do mato, por exemplo.

Apesar de a revitalização estar adiantada, o Arquitetando o Mundo ainda precisa de apoio para terminar o serviço, como alguns ajustes na cozinha, na sala de atendimento e nos banheiros. Quem tiver interesse em colaborar de alguma forma, pode entrar em contato pelo telefone (11) 95300-0059, ou pelo telefone da Sedes (61) 3773-7236 (de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h). Ou, ainda, pelo site apoia.se/arquitetandoomundo.

Leia Também:  Governo antecipação segunda dose da AstraZeneca

*Com informações da Sedes

Agência Brasília

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.