BRASÍLIA

geral

Esquerda não para de mentir sobre a Lei Rouanet

Publicados

em

Secretário Nacional de Incentivo e Fomento à Cultura desmente e desmoraliza a Folha: “Fake News”

André Porciuncula

Constantemente atacado, tendo falas distorcidas e descontextualizadas com o claro intuito de prejudicar sua imagem, Bolsonaro já está acostumado a lidar com esse tipo de estratégia de parte da imprensa, principalmente daqueles que tentam ‘lacrar’ ao criticar as ações noticiadas nessas publicações deturpadas.

“Governo Bolsonaro barra patrocínios culturais já aprovados via Lei Rouanet: Ao todo, mais de 200 iniciativas que já tinham acertado recursos com a iniciativa privada ficarão sem aportes. O governo federal não autorizou que projetos culturais recebam patrocínios já acertados com a iniciativa privada por meio da Lei de Incentivo à Cultura, mais conhecida como Lei Rouanet”.

 

Leia Também:  Covid-19: Brasil tem 160 mil mortes e 5,56 milhões de casos acumulados

Confira:

Indignado, André usou suas contas nas redes sociais para desmentir diretamente a ‘fake News’ publicada:

 

“O método é um jornal lançar uma notícia mentirosa e todos os demais publicarem a mesma notícia, no intuito de criar uma narrativa contra o Governo. Volto a repetir: como foram aprovados se eu, o responsável por essas aprovações, não aprovei? Fake News”, publicou ele, no Twitter.

E assim segue a ‘grande imprensa brasileira’, tentando fabricar notícias para direcionar a população.

Fonte: Jornal da Cidade On Line

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

geral

Aos gritos e visivelmente “transtornada”, atriz esquerdista da Globo grava vídeo e vira piada na web (veja o vídeo)

Publicados

em

Na gravação, a global se mostra transtornada e, dando chiliques, ataca o presidente Jair Bolsonaro e sai em defesa da petista Dilma Rousseff.

“O que, no meu c*, na minha buce**, são pedaladas fiscais?”, esbravejou.

E continuou:

“Agora, o Bolsonaro, o homem tá lá há dois anos. Quer que eu te diga o que ele já tentou fazer? […] Interferência na Polícia Federal, milícia, o filho dele colocou um monte de gente fantasma pra trabalhar no gabinete no Rio de Janeiro, o homem deixou faltar oxigênio em Manaus e as pessoas morreram, o homem fez pouco caso da pandemia”.

A atriz ainda aproveitou e tentou “convocar” um impeachment de Bolsonaro citando, inclusive, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

“Agora, Rodrigo Maia não sabe se vai impitimar! ‘Não, ainda não mandei’ [imitando Maia]’. Você, sinceramente, tome juízo nessa sua cabeça, você faça alguma coisa! A grande oportunidade que você tinha era vota essa porr* desse Impeachment”, afirmou, aos berros.

Maria Flor ainda disse mais:

“Daí a gente vai ficar com aquele Mourão [vice-presidente], o que a gente vai fazer com aquele homem? Nada! 2021, brother! Por que ainda estamos com esse governo, cheio de militar, de homem velho, branco, escrot* que não vê o outro, que deixa a gente morrer.”

E finalizou:

“A revolta está em mim, que eu não consigo mais viver de tanta revolta que eu tenho! Quero rasgar minha roupa e sair pelada, não sei o que eu quero fazer!”

Os internautas, surpresos com tamanha insensatez e transtorno, ironizaram a atriz.

Leia Também:  Bolsonaro diz que governo quer ICMS fixo sobre os combustíveis

Entre os principais comentários está a hipótese de “abstinência” de Maria Flor.

Confira o vídeo e tire suas próprias conclusões:

Fonte: Jornal da Cidade On Line

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA