BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Hélio Lopes admite que pode tentar Prefeitura do Rio

Publicados

em

Deputado federal foi o mais votado do estado

Deputado federal Hélio Lopes admite que pode tenta Prefeitura do Rio Foto: Divulgação/Jovem Pan

O deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ), um dos grandes aliados do presidente Jair Bolsonaro, não descartou a possibilidade de concorrer à Prefeitura do Rio de Janeiro no próximo ano.

Em sua participação no Programa Pânico, da rádio Jovem Pan, o parlamentar afirmou que, por conta própria, não entraria na disputa neste momento, mas que pode mudar sua decisão se Bolsonaro pedir.

Helio Lopes critica cultura de cotas raciais no Brasil
Helio Lopes recorda bastidores da campanha de Bolsonaro
Bolsonaro: TV Escola usava verba para ideologia de gênero

– Sou um soldado. Se ele [Bolsonaro] achar que tenho que ser prefeito, eu vou cumprir a missão. Mas acho que fui eleito para a Câmara, estou em fase de aprendizado e é muito importante que apareçam outros nomes – avaliou.

Hélio Lopes foi o deputado federal mais vota do Rio de Janeiro em 2018, com 345 mil votos. A marca superou até o veterano Marcelo Freixo (PSOL), figura mais popular da esquerda carioca e que também deve concorrer ao executivo municipal do Rio.

Leia Também:  Vereadora trans e negra é ameaçada: ‘Vou te matar do jeito que matamos Marielle’

Postagem: http://temporarioegnews.com.br

Fonte: Pleno.News

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

BRASIL POLÍTICA

Delegacias aplicarão questionário para traçar o grau de risco das vítimas de violência doméstica e familiar

Publicados

em

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Foi publicada no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira (6), a sanção da Lei 14.149, que institui o Formulário Nacional de Avaliação de Risco. A norma representa um avanço no atendimento e na proteção à mulher vítima de violência doméstica e familiar. No primeiro atendimento às vítimas das agressões nas delegacias de polícia, as autoridades deverão aplicar um questionário que permitirá traçar o grau de risco a que a pessoa está exposta.

A senadora Leila Barros (PSB-DF), que relatou a proposição que deu origem à Lei, comemorou a sanção sem vetos. “O formulário tem o potencial de agilizar a adoção das medidas protetivas. Além disso, padronizará o recebimento da denúncia. A implantação do questionário garantirá que elas contem suas histórias e recebam o amparo que precisam, evitando assim a sua revitimização, dessa vez em ambiente institucional”, explicou a primeira senadora eleita pelo Distrito Federal.

O questionário toma por base a experiência de países como Portugal, Austrália, Canadá, Reino Unido e Estados Unidos e foi concebido por meio de parcerias entre importantes instituições atuantes no enfrentamento à violência contra a mulher, contando com o apoio técnico da União Europeia e do Ministério Público. São ao todo 19 perguntas objetivas e 10 abertas. Após as respostas, será possível determinar o grau de gravidade de risco e avaliar as condições físicas e emocionais da mulher.

Leia Também:  Portal de Balanço das Prioridades é apresentado a secretários e administradores

O Formulário já foi aprovado inclusive em ato normativo conjunto do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), cujo objetivo é mensurar o potencial de agravamento da violência doméstica. Com a Lei 14.149, que altera a Lei Maria Penha para tornar obrigatória a aplicação das perguntas nas delegacias, outros órgãos e entidades públicas ou privadas que atuem na área de prevenção e de enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher poderão também aplicar o questionário.

Fonte: Assessoria Sen Leila

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA