BRASÍLIA

MUNDO

Eleições EUA: Trump paga R$ 16 milhões por recontagem parcial em Wisconsin

Publicados

em


source
Presidente Donald Trump
Getty Images

Presidente Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos , Donald Trump , pagou US$ 3 milhões, o equivalente a 16 milhões de reais, por uma recontagem parcial no estado Wisconsin , mas ainda não deu entrada a uma petição indicando quais condados ele tem como alvo, de acordo com a Comissão Eleitoral de Wisconsin. As informações são da agência de notícias  AFP .

Segundo a equipe de campanha de Trump, a petição será apresentada até o final do prazo, na tarde desta quarta (18). Os Us$ 3 milhões pagos por Trump só serão suficientes para cobrir o custo de US$ 2,8 milhões de uma recontagem nos dois condados mais democratas do estado, Milwaukee e Dane. Segundo a agência, uma recontagem em todo o estado custaria a Trump US$ 7,9 milhões (cerca de R$ 42 milhões).

Leia Também:  Ex-chefe de campanha de Trump é acusado de assédio sexual

Nesses dois condados,  Joe Biden  recebeu 577.455 votos. Ele ganhou em todo o estado por 20.608 votos, com base em resultados coletados apresentados pelos condados. Uma vez que formalmente aprovada pelo presidente da comissão eleitoral, a recontagem já pode começar amanhã e, no mais tardar, no sábado, precisando ser concluída até 1º de dezembro.

Histórico

Historicamente, as recontagens em Wisconsin e em todo o país resultaram em pouquíssimas mudanças na votação. Em 2016, uma recontagem, também em Wisconsin, rendeu a Trump 131 votos adicionais. Naquele ano, o presidente norta-americano ganhou em Wisconsin por menos de 23 mil votos e se opôs à recontagem trazida pela candidata do Partido Verde, Jill Stein.

O processo está sendo levantado por Donald Trump, já que ele e outros republicanos alegam fraude e irregularidades nas eleições de Wisconsin , sem nenhuma evidência. De acordo com o principal chefe eleitoral do estado e com as autoridades locais, não houve relatos substanciais de problemas ou irregularidades.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

MUNDO

Urgente: metrô desaba sobre avenida e deixa ao menos 23 mortos

Publicados

em

Urgente: metrô desaba sobre avenida e deixa ao menos 23 mortos no México

Inaugurado em 2012, o trecho apresenta falhas recorrentes e teve sua construção marcada por denúncias de irregularidades

Uma via elevada do metrô da Cidade do México desabou nesta terça-feira, 4, fazendo com que um trem com passageiros caísse sobre uma avenida movimentada. Ao menos 23 pessoas morreram e 70 ficaram feridas, incluindo menores de idade.

O acidente ocorreu por volta das 22h30 (00h30 pelo horário de Brasília) entre as estações de Los Olivos e Tezonco, na linha 12 do metrô. Inaugurado em 2012, o trecho apresenta falhas recorrentes e teve sua construção marcada por denúncias de irregularidades.

Segundo a prefeita da capital mexicana, Claudia Sheinbaum, o viaduto desabou porque uma de suas vigas cedeu sob o peso dos vagões. Os feridos estão sendo transferidos para dois hospitais da região metropolitana, Tlahuac e Iztapalapa, enquanto equipes de resgate buscam outros sobreviventes.

Câmeras de segurança registraram o momento exato em que a estrutura elevada cedeu, levando o trem a cair de uma altura de pouco mais de cinco metros. Outras imagens compartilhadas nas redes sociais mostram dois vagões dispostos em forma de “V” contra o solo.

Leia Também:  Boato da Esquerda não procede: Embaixada dos EUA apoia a entrada do Brasil na OCDE

Segundo Sheinbaum, ainda é incerto se todos os mortos estavam nos vagões do metrô ou se incluem pedestres e motoristas que passavam pela avenida. Oficiais também disseram não saber se as pessoas que permanecem dentro do trem estão vivas.

“Não temos informações, eles não nos dizem nada, a polícia nos empurra e as pessoas só se aglomeram”, afirma Oscar.

Por volta da meia-noite, o resgate teve de ser temporariamente interrompido porque a estrutura estava “muito fraca”, segundo a prefeita. O trabalho só foi retomado após a chegada de um guindaste para dar sustentação ao que restou em pé do viaduto.

Estadão Conteúdo

Leia Também:  Pelosi diz ter falado com líder militar para impedir que Trump use códigos nucleares

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA