BRASÍLIA

MUNDO

Entenda como o Talibã quadruplicou sua arrecadação em cinco anos

Membros do Talibã em Cabul, no Afeganistão, em 16 de agosto de 2021 — Foto: Reuters

Em 20 anos, o Talibã se reergueu financeiramente tornando-se o mais poderoso empreendimento comercial do Afeganistão. De acordo com um relatório confidencial da OTAN obtido no ano passado pela Radio Free Europe/Radio Liberty, o orçamento do grupo para o exercício de 2019-20 foi de US $1,6 bilhão (R$ 8,4 bilhões na cotação atual, proveniente de fontes diversas, a grande maioria ilícita.

VÍDEO: Guerra ao Talibã já dura 20 anos; entenda

VÍDEO: Guerra ao Talibã já dura 20 anos; entenda

Listado em 2016 pela Forbes como o quinto mais rico entre dez organizações consideradas terroristas, com faturamento de US $400 milhões, o grupo quadruplicou em cinco anos seu patrimônio. Seus negócios prosperam, oriundos sobretudo do tráfico de drogas, de extorsão e cobrança impostos de fazendeiros de papoula, da mineração e de doações de fundos de caridade, especialmente de países do Golfo.

VEJA TAMBÉM:

Leia Também:  Nova Zelândia demite seu mago oficial

Segundo o Relatório Mundial sobre Drogas da ONU em 2020, o Afeganistão figura como o maior produtor de ópio do mundo — 84% do total. As áreas de cultivo da papoula são dominadas pelo Talibã, que arrecada 10% sobre todas as fases de produção, incluindo também o refino e a distribuição.

Outra fonte lucrativa e competitiva é a da extração ilegal de minério de ferro, mármore, cobre, ouro e zinco, que capta US$ 460 milhões por ano, com o mesmo modus operandi: a extorsão sobre os negócios em operação.

Todos os setores da economia são tributados pelo Talibã pelo sistema de dízimo, o que lhe permite a autossuficiência. Os negócios têm a supervisão do mulá Mohammad Yaqoob, filho mais velho do falecido mulá Omar, alçado a chefe militar e forte candidato à liderança do grupo radical.

Os doadores internacionais teriam contribuído com US $240 milhões por ano. São fundos oriundos de Paquistão, Irã, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Catar. Países do Golfo, segundo relatório de 2018 do Conselho de Segurança da ONU, atuam como importante fonte para o Talibã lavar a receita das drogas.

Leia Também:  A revolta causada pela seca que enfraqueceu um dos impérios mais poderosos do mundo

Ainda assim, conforme constata o informe confidencial da OTAN divulgado pela rádio europeia, o grupo busca a independência financeira que lhe permita autofinanciar a insurgência “sem a necessidade de apoio de governos ou de cidadãos de outros países.”

Membro do Talibã do lado de fora do aeroporto internacional Hamid Karzai , de Cabul, em 16 de agosto de 2021 — Foto: Reuters

O poder do Talibã contrasta claramente com o debilitado governo afegão, corrupto, dividido e dependente de forças estrangeiras. O resultado se apresenta aos nossos olhos, com a vitória e a rápida retomada do controle do país, após a debandada das forças dos EUA.

Veja os vídeos mais assistidos do G1

G1

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

MUNDO

Atirador em shopping de Idaho, nos EUA, morre devido a ferimentos

Publicados

em

Por

Rua de Boise, em Idaho, é fechada após tiroteio em shopping da cidade — Foto: Rebecca Boone/AP Photo

Um homem que abriu fogo com uma arma em um shopping center de Boise, no Estado norte-americano de Idaho, matando duas pessoas e deixando outras feridas, incluindo um policial, morreu na terça-feira (26) em decorrência dos ferimentos sofridos, disseram autoridades.

Os investigadores ainda não determinaram se os ferimentos fatais resultaram de uma troca de tiros com a polícia no local, ou de um tiro autoinfligido antes de ele ser levado sob custódia, de acordo com o chefe de polícia de Boise, Ryan Lee.

Leia também

A motivação do atentado de segunda-feira continua sob investigação, disse Lee a repórteres em uma coletiva de imprensa um dia após o ataque no shopping Boise Towne Square, no extremo oeste da capital de Idaho.

Leia Também:  Mulher é suspeita de servir restos mortais de amante durante churrasco

O suspeito foi identificado publicamente na terça-feira como Jacob Bergquist, de 27 anos, morador de Boise. Segundo o chefe de polícia Lee, o atirador já teve desentendimentos anteriores com a segurança do shopping e a polícia por “comportamento perturbador”.

Tiros em Idaho – MAPA — Foto: g1

“Tivemos contato com ele no passado (mas) não tínhamos nenhum motivo para prendê-lo”, disse Lee, acrescentando que Bergquist não tinha nenhum histórico de trabalho no shopping.

A polícia também revelou novos detalhes sobre o incidente, dizendo que o suspeito disparou vários tiros dentro do shopping antes de fugir do prédio e foi confrontado por policiais que chegaram ao local em 2 minutos e meio.

Segundo Lee, a rápida resposta pela aplicação da lei evitou uma “tragédia mais grave”.

Veja os vídeos mais assistidos do g1

G1

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.