BRASÍLIA

MUNDO

Espanha registra mais de 2 mil casos pela primeira vez desde a reabertura

Publicados

em

Ao lado do Reino Unido e Itália, país é um dos mais atingidos pela pandemia na Europa

GETTY IMAGES

A Espanha registrou nesta sexta-feira, 24, 2,6 mil novos casos de Covid-19 em 24 horas, o número mais alto de infecções desde o início da flexibilização da quarentena, no dia 8 de maio O crescimento faz o governo espanhol temer que o país já esteja vivendo uma segunda onda de contágios.

As novas infecções atingem principalmente jovens, o que pode explicar o fato de as taxas de mortalidade continuarem baixas – ontem foram registrados apenas três óbitos. “Já podemos estar vivendo uma segunda onda na Espanha”, disse María José Sierra, chefe do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias do Ministério da Saúde.

Leia Também:  Trump volta ao 'America First' ao revelar estratégia de segurança

As medidas de restrição foram retomadas depois de novos focos em toda a Espanha, provocados por centenas de jovens que se contagiaram ao ir a festas, bares ou encontros em lugares fechados sem usar máscaras nem manter a distância mínima de segurança.

Ontem, o governo catalão ordenou o fechamento de todas as casas noturnas e salões de festas. A ordem entra em vigor hoje e terá validade por duas semanas. “A situação epidemiológica da Catalunha obrigou o governo a adotar medidas especiais de contenção”, explicou, em nota, o governo catalão.

Com o crescimento do número de novos casos diários na Espanha, países europeus começaram a tomar medidas para tentar impedir a importação de infecções. A França passou a aconselhar seus cidadãos a não viajarem para a Catalunha. A Noruega decidiu colocar qualquer pessoa que retornar da Espanha em quarentena por dez dias.

Leia Também:  Eleição americana tem o último e definitivo round na próxima quarta-feira (6)

Na semana passada, a França já havia declarado que não descartava a possibilidade de fechar as fronteiras com a Espanha Ontem, o premiê francês, Jean Castex, disse que há uma discussão entre os dois países para limitar as viagens. “Aconselhamos aos franceses que evitem viagens para a Catalunha até que a situação melhore.”

Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

MUNDO

Urgente: metrô desaba sobre avenida e deixa ao menos 23 mortos

Publicados

em

Urgente: metrô desaba sobre avenida e deixa ao menos 23 mortos no México

Inaugurado em 2012, o trecho apresenta falhas recorrentes e teve sua construção marcada por denúncias de irregularidades

Uma via elevada do metrô da Cidade do México desabou nesta terça-feira, 4, fazendo com que um trem com passageiros caísse sobre uma avenida movimentada. Ao menos 23 pessoas morreram e 70 ficaram feridas, incluindo menores de idade.

O acidente ocorreu por volta das 22h30 (00h30 pelo horário de Brasília) entre as estações de Los Olivos e Tezonco, na linha 12 do metrô. Inaugurado em 2012, o trecho apresenta falhas recorrentes e teve sua construção marcada por denúncias de irregularidades.

Segundo a prefeita da capital mexicana, Claudia Sheinbaum, o viaduto desabou porque uma de suas vigas cedeu sob o peso dos vagões. Os feridos estão sendo transferidos para dois hospitais da região metropolitana, Tlahuac e Iztapalapa, enquanto equipes de resgate buscam outros sobreviventes.

Câmeras de segurança registraram o momento exato em que a estrutura elevada cedeu, levando o trem a cair de uma altura de pouco mais de cinco metros. Outras imagens compartilhadas nas redes sociais mostram dois vagões dispostos em forma de “V” contra o solo.

Leia Também:  Professora é presa depois de se masturbar na frente de alunos

Segundo Sheinbaum, ainda é incerto se todos os mortos estavam nos vagões do metrô ou se incluem pedestres e motoristas que passavam pela avenida. Oficiais também disseram não saber se as pessoas que permanecem dentro do trem estão vivas.

“Não temos informações, eles não nos dizem nada, a polícia nos empurra e as pessoas só se aglomeram”, afirma Oscar.

Por volta da meia-noite, o resgate teve de ser temporariamente interrompido porque a estrutura estava “muito fraca”, segundo a prefeita. O trabalho só foi retomado após a chegada de um guindaste para dar sustentação ao que restou em pé do viaduto.

Estadão Conteúdo

Leia Também:  Jornal da China: brasileiro não está disposto a trabalhar como chinês

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA