Número de mortos em explosão de hotel em Cuba sobe para 32

O número de mortos na explosão no Hotel Saratoga, em Havana, capital de Cuba, subiu para 32 e o de feridos, para 80, segundo informaram neste sábado (7) veículos locais de imprensa.

A agência estatal de notícias Prensa Latina divulgou que, segundo a chefe da Frente de Restabelecimento de Contatos Familiares da Cruz Vermelha, Gloria Bonnin, ainda há 19 pessoas desaparecidas, de acordo com lista elaborada pelo órgão.

Bonnin afirmou ao site estatal Cubadebate que o termo “desaparecido” é utilizado para definir as pessoas que não aparecem registradas no necrotério ou em hospitais e que ainda não fizeram contato com familiares ou amigos.

A explosão, segundo as autoridades locais, não se tratou de atentado e aconteceu ontem, quando um caminhão-tanque de gás liquefeito estava abastecendo o depósito do hotel de luxo. A tese mais provável com que trabalham as autoridades é que um vazamento tenha causado a detonação.

Ainda neste sábado, o chefe do Departamento de Serviços Hospitalares do Ministério de Saúde Pública de Cuba, Julio Guerra, informou que 80 pessoas ficaram feridas por causa de explosão.

Leia Também:  Grávida contesta multa de trânsito no Texas com argumento judicial contra o aborto

Segundo a fonte, ao todo, há 46 internados, 31 deles adultos e 15 menores de idade. Entre eles, está um turista espanhol. Guerra informou à emissora estatal de televisão de Cuba que sete dos pacientes encontram-se em estado crítico e três em estado grave.

Entre os mortos, indicou a fonte, há quatro menores de idade, uma mulher grávida e uma turista espanhola. Os trabalhos de resgate continuam nas imediações do Hotel Saratoga, que fica na região central de Havana Velha.

Fonte: R7

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?