BRASÍLIA

MUNDO

Simone Biles: o desabafo da campeã olímpica ao desistir de final em Tóquio: ‘Preciso cuidar da saúde mental’

Simone Biles deixou a final da ginástica feminina por equipes — Foto: Getty Images/BBC

“Tenho que me concentrar na minha saúde mental”, disse Simone Biles, quatro vezes medalhista de ouro nas Olimpíadas, depois de deixar a final da ginástica feminina por equipes.

A americana saiu da arena após seu salto, mas depois voltou para apoiar suas companheiras de equipe que conquistaram a prata, atrás da equipe russa.

Biles, de 24 anos, marcou 13.766 — sua pontuação mais baixa no salto olímpico — antes de desistir do evento.

“Depois da apresentação que fiz, simplesmente não queria continuar”, disse ela.

Simone Biles é retirada da final por equipes por motivos médicos

Simone Biles é retirada da final por equipes por motivos médicos

“Acho que a saúde mental é mais importante nos esportes nesse momento. Temos que proteger nossas mentes e nossos corpos e não apenas sair e fazer o que o mundo quer que façamos”, afirmou a atleta.

LEIA TAMBÉM

Biles acrescentou: “Eu não confio mais tanto em mim mesma. Talvez seja o fato de estar ficando mais velha. Não somos apenas atletas. Somos pessoas, afinal de contas, e às vezes é preciso dar um passo atrás”.

Leia Também:  Desfile de aniversário da Coreia do Norte exibiu máquinas, e não armas; veja fotos

“Eu não queria ir lá, fazer algo estúpido e me machucar. Sinto que muitos atletas se manifestando realmente me ajudou. É tão grande, são os Jogos Olímpicos. No fim de tudo, não queremos sair carregados de lá em uma maca.”

Simone Biles deixou o ginásio, mas voltou depois vestindo um agasalho para torcer por suas companheiras de equipe — Foto: Getty Images/BBC

Em maio, a tenista japonesa Naomi Osaka se retirou do Aberto da França dizendo querer proteger sua saúde mental, uma atitude apoiada publicamente por vários esportistas, incluindo a heptatleta Katarina Johnson-Thompson e o jogador de basquete Stephen Curry.

Biles é a ginasta norte-americana de maior sucesso de todos os tempos e, além de quatro ouros, ganhou um bronze na Rio 2016.

Ganhadora de 30 medalhas em Olimpíadas e Mundiais, Biles está a quatro pódios de se tornar a ginasta mais premiada — entre homens e mulheres — da história.

Leia Também:  Bolsonaro saúda Joe Biden após a certificação oficial da eleição nos EUA

Ela chegou a cinco finais individuais, mas ainda está em dúvida se vai competir na quinta-feira (29/7), quando terá a chance de defender seu título no individual geral e, se vencer de novo, será a primeira mulher a fazer isso desde 1968.

“Vamos ver”, disse ela. “Vamos levar um dia de cada vez e ver o que acontece.”

Os Estados Unidos eram os favoritos ao ouro da ginástica por equipes em Tóquio, após conquistar cinco títulos mundiais consecutivos — em 2011, 2014, 2015, 2018 e 2019 — além de medalhas de ouro olímpicas consecutivas em Londres e no Rio.

Jordan Chiles entrou no lugar de Biles, e os Estados Unidos foram derrotados pelas russas, com a Grã-Bretanha levando o bronze.

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO

G1

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

MUNDO

VÍDEO: a tentativa de se reintroduzir a onça-pintada na Argentina

Publicados

em

Por

A tentativa de se reintroduzir a onça-pintada na Argentina

A tentativa de se reintroduzir a onça-pintada na Argentina

Veja reportagem completa no VÍDEO acima

Resumo: Rastros de uma onça-pintada foram encontrados no norte da Argentina, após pesquisadores pensarem que o maior felino da América Latina estava extinto na região. Uma fundação acasolou o animal com uma fêmea de cativeiro. E dois filhotes, que já nasceram, serão soltos quando crescerem.

LEIA TAMBÉM

G1

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Prédio em construção desaba em Washington, nos EUA
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.