Abertas 4.482 vagas para educador social voluntário, no DF

Compartilhe esta matéria!

Abertas 4.482 vagas para educador social voluntário, no DF

Programa vai atender as 14 regionais de ensino e prevê formação de cadastro reserva. Inscrições vão de 16 a 19/7

A Secretaria de Educação do Distrito Federal abriu 4.482 vagas e mais 314 de cadastro reserva nas 14 regionais de ensino para os interessados em atuar no Programa Educador Social Voluntário (ESV), no ano de 2021. A portaria que institui a iniciativa foi publicada no Diário Oficial do DF desta segunda-feira (12). A inscrição será de 16 a 19 de julho, exclusivamente por meio do site www.educadorsocial.se.df.gov.br.

Podem participar pessoas maiores de 18 anos, de diversos níveis de escolaridade e/ou de experiência, de acordo com as previsões do edital. A seleção será por meio de análise de currículo, a cargo de comissões avaliadoras, formadas nas unidades escolares que terão educadores sociais voluntários.

No ato da inscrição, o candidato deverá escolher uma regional de ensino para atuação e indicar quatro unidades escolares na mesma regional. Deverá, ainda, encaminhar para o e-mail da UE, cópia digitalizada dos seguintes documentos: identificação oficial com foto (RG, carteira de motorista ou passaporte); certidões negativas criminais da Justiça Federal e da Justiça do DF; certidão negativa da Justiça Eleitoral; comprovantes de residência, de escolaridade e de experiência.

Leia Também:  Como liberação da maconha impacta vendas de sorvete, álcool e camisinha

“Os educadores sociais voluntários auxiliam nas atividades do dia a dia das escolas, sob orientação e supervisão da equipe gestora. O trabalho deles é alinhado com a unidade escolar e contribui para o atendimento qualificado dos estudantes da rede”, comenta o subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação da Secretaria de Educação, Ernany Santos de Almeida.

Atividades

Os educadores sociais voluntários vão atuar presencialmente, nos dias letivos e naqueles para reposição de aulas. Receberão R$ 30 por dia de atuação presencial, para cobrir as despesas com alimentação e transporte. O tempo diário de voluntariado será de quatro horas, mas eles poderão atuar em dois turnos ou em duas escolas, recebendo, assim, o ressarcimento em dobro. O pagamento será feito pela regional de ensino, com recursos do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF).

Os voluntários vão prestar suporte à educação integral, à educação infantil, ao ensino especial, à Escola Meninos e Meninas do Parque, à Escola do Parque da Cidade e aos estudantes indígenas matriculados nas unidades da rede pública. Todo o trabalho será supervisionado por professores e/ou pelas equipes gestoras, a depender do atendimento prestado pela unidade.

Leia Também:  Comércio de Petrópolis reabre lojas e conta os prejuízos

As tarefas a serem desempenhadas são relacionadas ao cotidiano da escola, tais como auxiliar em atividades pedagógicas, esportivas e culturais. No ensino especial, eles também irão apoiar os estudantes nos horários de recreação e de refeição, entre outras atribuições.

*Com informações da Secretaria de Educação

Alô Valparaíso/*Com informações da Secretaria de Educação


Alô Valparaíso

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?