BRASÍLIA

NOTÍCIAS DO ENTORNO

Criança de 3 anos sofre oito paradas e morre em Goiás por Covid-19

Publicados

em

Heloísa Alves da Mata era moradora de Anápolis. Deu entrada na UPA da cidade no dia 28 de março com sintomas de febre e dores abdominais

heloisa alves da mata, de apenas 3 anos, vítima de covid-19 em goiásReprodução

Goiânia – Heloísa Alves da Mata, de apenas três anos de idade, morreu em Goiânia nessa quinta-feira (8/4), depois de enfrentar complicações geradas pela Covid-19. Ela chegou a sofrer oito paradas cardiorrespiratórias.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis informou que Heloísa deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Pediátrica no dia 28 de março, com sintomas de febre e dores abdominais.

O quadro se agravou e ela foi encaminhada para o Centro de Internação Norma Pizzari Gonçalves, também da cidade e onde ela ficou em um dos leitos da chamada sala vermelha, que acolhe casos mais críticos.

Heloísa sofreu as primeiras paradas cardiorrespiratórias, no local, indicando a necessidade de transferência para uma UTI pediátrica. A solicitação foi inserida no sistema estadual de regulação no dia 29 de março e ela foi transferida no dia seguinte.

A criança foi levada para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, onde permaneceu internada até essa quinta-feira.

Leia Também:  Polícia prende suspeita de aplicar golpes em lojas de construção no DF

governador Ronaldo Caiado lamentou a morte da criança nas redes sociais. “A pequena Heloísa Alves da Mata, de apenas 3 anos, sofreu 8 paradas cardiorrespiratórias e morreu vítima da Covid-19, na última quinta, em Goiânia. Uma prova que o vírus não escolhe suas vítimas!”, escreveu.

Caiado aproveitou ainda para reforçar a necessidade de cuidado, diante do avanço da pandemia. “Não é momento de afrouxar os cuidados só porque já estamos vacinando. Só vamos vencer esse mal se todos fizerem sua parte. Recebam meu abraço e o de Gracinha (primeira-dama do estado). Que Deus conforte o coração de todos pela perda irreparável.”, expressou.

Vítima mais jovem de Anápolis

Até o fim desta semana, a Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis aguardava a chegada da certidão de óbito de Heloísa para inserir o caso nas estatísticas. Ela é a vítima mais jovem da Covid-19, na cidade, que já perdeu 949 pessoas nesse mais de um ano de pandemia.

O número de pessoas contaminadas pela doença, em Goiás, já ultrapassou o meio milhão (507.234). Desse grupo, 14.948 são crianças menores de 10 anos.

Leia Também:  Famosos negam que festa encerrada por fiscais em Hidrolândia representasse risco de transmissão da Covid-19
Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NOTÍCIAS DO ENTORNO

Cachorro arrasta pelas ruas, bebê morto e queimado pela mãe

Publicados

em

Por Vanessa Martins e Guilherme Rodrigues, G1 GO

Mãe joga recém-nascido em lote e atea fogo, em Anápolis

O corpo de um recém-nascido foi encontrado carbonizado, na manhã desta quarta-feira (12), em uma rua de Anápolis, a 55 km de Goiânia, após um cachorro arrastá-lo pela rua. O delegado Wllisses Valentim, responsável pelas investigações, informou que a mãe foi presa e confessou o crime.

Um vídeo mostra quando um carro para em frente ao terreno. Em seguida, a mulher, que tem 24 anos, desce com o bebê dentro de uma caixa de papelão e entra no lote baldio. Ela volta ao veículo e, segundo a polícia, pega um galão com álcool para atear fogo ao corpo do filho (veja acima).

Como o nome da suspeita não foi divulgado, o G1 não conseguiu localizar a defesa dela.

Leia Também:  As obras do Hospital Estadual de Águas Lindas foram retoma após 20 anos

O delegado informou que, durante interrogatório, a mulher afirmou que escondeu a gravidez de seus familiares e até de seu namorado. Ela disse ainda que amamentou o bebê apenas no primeiro dia de vida e que não sabe dizer se, no momento em que ateou fogo ao corpo, o filho estava vivo ou morto.

Segundo registro da Polícia Civil, o neném ainda estava com a pulseirinha de identificação, geralmente usada em hospitais, e teria cerca de uma semana de vida.

A mãe foi autuada pelo crime de ocultação de cadáver e está detida no presídio da cidade.

Lote com marcas de queimado próximo a local em que corpo de bebê foi encontrado carbonizado  — Foto: Bruno Mendes/TV Anhanguera

Lote com marcas de queimado próximo a local em que corpo de bebê foi encontrado carbonizado — Foto: Bruno Mendes/TV Anhanguera

Cachorro encontrou corpo

Segundo registro da Polícia Civil, um pedestre que passava no Bairro Cerejeiras viu um cachorro arrastando alguma coisa pela rua. Essa pessoa gritou com o cão para que soltasse o que puxama, e o animal obedeceu. Ao se aproximar, viu que se tratava do corpo de um bebê e chamou a Polícia Militar.

Leia Também:  O Hospital Regional de Formosa ira oferece mamografia a partir do dia 19 de março 2021

A corporação isolou a área e chamou equipes da Polícia Civil e do Instituto Médico Legal (IML), que levou o corpo para ser periciado.

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

Corpo de bebê carbonizado é encontrado, em Anápolis
Corpo de bebê carbonizado é encontrado, em Anápolis

Momento em que, segundo polícia, mãe leva bebê em caixa de papelão para ser queimado em lote de Anápolis — Foto: Divulgação\Polícia Civil

Fonte: G1

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA