BRASÍLIA

NOTÍCIAS DO ENTORNO

De portas fechadas, frigorífico demite mais de 400 funcionários em GO

Publicados

em

Segundo a Frigol, o encerramento das atividades foi motivado pela restrição na oferta de animais e queda da demanda no mercado interno

goias frigorifico fecha as portas e demite mais de 400 funcionariosReprodução/TV Anhanguera

Goiânia – Uma demissão em massa assustou trabalhadores no município de Cachoeira Alta, no sudoeste goiano. Nesta semana, foi anunciado o fechamento do frigorífico da Frigol na cidade e o desligamentos de 410 funcionários, que devem seguir um cronograma para efetivação das rescisões de contrato sem aglomeração.

Por meio de nota, a companhia Frigol informou que o encerramento das atividades foi necessário pela restrição na oferta de animais para abate, além da queda da demanda no mercado interno. O anúncio foi feito na última segunda-feira (5/4).

A empresa garantiu ainda que será ofertado, àqueles que desejarem, “carta de referência e possibilidade de vaga em outra unidade sem entrar no processo seletivo, busca de vagas e oportunidades na região para recolocação, orientação para criação de currículo e treinamento sobre processos seletivos”.

O local utilizado pela empresa em Cachoeira Alta é alugado e será devolvido em, no máximo, 90 dias.

Ainda segundo a companhia, será feito um esforço para manter contato com os produtores de gado da região para redirecionar parte da produção à unidade da companhia que fica na cidade de Lençóis (SP). Aos funcionários, a empresa propôs ações com o objetivo de ajudá-los durante o próximo mês.

Leia Também:  João Ludugero, é o novo Presidente do Conselho de Desenvolvimento de Planaltina Goiás
Empresa

A companhia Frigol existe desde 1970 e tem, atualmente, sete marcas, que trabalham na produção e industrialização de carnes bovinas e suínas. A empresa está localizada nos estados de São Paulo, Pará e Goiás. Segundo o grupo, a geração de empregos diretos gira em torno de 2 mil.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NOTÍCIAS DO ENTORNO

Cachorro arrasta pelas ruas, bebê morto e queimado pela mãe

Publicados

em

Por Vanessa Martins e Guilherme Rodrigues, G1 GO

Mãe joga recém-nascido em lote e atea fogo, em Anápolis

O corpo de um recém-nascido foi encontrado carbonizado, na manhã desta quarta-feira (12), em uma rua de Anápolis, a 55 km de Goiânia, após um cachorro arrastá-lo pela rua. O delegado Wllisses Valentim, responsável pelas investigações, informou que a mãe foi presa e confessou o crime.

Um vídeo mostra quando um carro para em frente ao terreno. Em seguida, a mulher, que tem 24 anos, desce com o bebê dentro de uma caixa de papelão e entra no lote baldio. Ela volta ao veículo e, segundo a polícia, pega um galão com álcool para atear fogo ao corpo do filho (veja acima).

Como o nome da suspeita não foi divulgado, o G1 não conseguiu localizar a defesa dela.

Leia Também:  Mulher é esfaqueada dentro de supermercado em Valparaíso (GO)

O delegado informou que, durante interrogatório, a mulher afirmou que escondeu a gravidez de seus familiares e até de seu namorado. Ela disse ainda que amamentou o bebê apenas no primeiro dia de vida e que não sabe dizer se, no momento em que ateou fogo ao corpo, o filho estava vivo ou morto.

Segundo registro da Polícia Civil, o neném ainda estava com a pulseirinha de identificação, geralmente usada em hospitais, e teria cerca de uma semana de vida.

A mãe foi autuada pelo crime de ocultação de cadáver e está detida no presídio da cidade.

Lote com marcas de queimado próximo a local em que corpo de bebê foi encontrado carbonizado  — Foto: Bruno Mendes/TV Anhanguera

Lote com marcas de queimado próximo a local em que corpo de bebê foi encontrado carbonizado — Foto: Bruno Mendes/TV Anhanguera

Cachorro encontrou corpo

Segundo registro da Polícia Civil, um pedestre que passava no Bairro Cerejeiras viu um cachorro arrastando alguma coisa pela rua. Essa pessoa gritou com o cão para que soltasse o que puxama, e o animal obedeceu. Ao se aproximar, viu que se tratava do corpo de um bebê e chamou a Polícia Militar.

Leia Também:  Mãe que foi presa após deixar gêmeos sozinhos em casa e um deles morrer disse à polícia que saiu para trabalhar em festa

A corporação isolou a área e chamou equipes da Polícia Civil e do Instituto Médico Legal (IML), que levou o corpo para ser periciado.

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

Corpo de bebê carbonizado é encontrado, em Anápolis
Corpo de bebê carbonizado é encontrado, em Anápolis

Momento em que, segundo polícia, mãe leva bebê em caixa de papelão para ser queimado em lote de Anápolis — Foto: Divulgação\Polícia Civil

Fonte: G1

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA