BRASÍLIA

BRASIL POLÍTICA

Pablo Marçal poderá mudar o destino político do Brasil

Publicados

em

Pablo Marçal faz o seu lançamento de pré-candidatura, semelhante ao lançamento da pré-candidatura de Barack Obama rumo à Casa Branca
Política, como diziam os saudosos mineiros Tancredo Neves e Magalhães Pinto, “é como nuvem. Você olha para cima e está de um jeito. Olha novamente e está completamente diferente”. Nas eleições em que os goianos elegeram pela primeira vez Marconi Perillo governador aos 33 anos foi assim. E quando nós brasileiros elegemos Fernando Collor, também. O Caçador de Marajás só era conhecido em Alagoas, como disse o próprio Mário Covas ao jovem governador de Alagoas aos 39 anos, quando esteve no Palácio dos Bandeirantes ao lado de Renan Calheiros, Cláudio Humberto e Cleto Falcão, no afã de ser vice do todo-poderoso governador de São Paulo, que disse não, e ilustrou: “Você ainda é menino na política e seu Estado é inexpressivo”.
De forma professoral e educada, o alagoano Fernando Collor despediu-se do inquilino do Palácio dos Bandeirantes, e no dizer popular e das pesquisas: “Covas está eleito para o Palácio do Planalto”. Collor disse: “Desejo-lhe felicidades, Mário Covas, mas esteja certo que o enfrentarei nas urnas”.
Maktub, estava escrito que o alagoano seria eleito pela maioria dos brasileiros. Entrevistamos o experiente ex-senador Gim Argello, sobre o lançamento no dia do trabalhador, 1/4/2022, da pré-candidatura à Presidência da República do jovem empresário e maior coach da América Latina, Pablo Marçal.
Lembrando ainda que Gim Argello é considerado por diversos analistas políticos e institutos de pesquisas o melhor senador da história de Brasília. O ex-parlamentar e experiente homem da vida pública e empresário ligado ao investimento imobiliário, é pré-candidato a senador por Brasília pelo Partido da Ordem Social, o PROS, mesmo partido de Pablo Marçal.

“Vamos acreditar em nossa juventude, Brasil!”, concluiu Gim Argello.

Gim Argello de volta ao cenário político nacional 

“Eu conheci o Pablo Marçal há pouco tempo, mas como sou um empresário e político brasileiro, preocupado com o bem-estar de nosso povo, fui conhecer com profundidade e responsabilidade a vida deste jovem que pretende ajudar o nosso país. Trata-se de um homem do bem, evangélico de muita fé e conhecimento profundo da Bíblia Sagrada, pai de família exemplar. Embora jovem, foi executivo de sucesso da destacada Brasil Telecom, tornou-se empresário de sucesso ainda muito jovem. A maioria de seus investimentos está em nosso país, embora tenha respeitáveis investimentos também no Continente Africano. Pablo tem o dom de ensinar o melhor caminho para a nossa juventude a ter como alternativa na vida o empreendedorismo de ponta, de forma altamente técnica e profissional. Este tem sido o seu carro-chefe em quase uma década, quando capacitou por meio de seus livros e técnicas modernas desenvolvidas por ele, milhares de jovens pelo Brasil e o mundo, que o conhecem também por meio de suas palestras, com público de 5 mil a 20 mil pessoas presentes. Acredito firmemente que depois da pandemia de dois anos que abalou o planeta Terra, obviamente o nosso povo precisa de oportunidades, Pablo Marçal é um nome importante a ser avaliado pelos brasileiros e brasileiras de todos os cantos, e estarei ao seu lado”, Gim Argello.

Hoje o PROS conta com pessoas altamente capacitadas para exercerem o cargo de senadores e deputados da república do Brasil e tbm da CLDF.

Conheça alguns:

Pablo Marçal e a médica Nise Yamaguchi pré-candidata ao Senado

Pablo Marçal, pré-candidato à Presidência da República e o ex-senador Gim Argello, pré-candidato ao Senado no DF, ambos pelo PROS

Pablo Marçal e o jornalista Walter Brito, pré -candidato a deputado federal pelo PROS do Estado de São Paulo

O Jornalissta/Empresário Eugenio Piedade e o pré-candidato a deputado Federal pelo DF, Amaury Pinho vice-presidente nacional do PROS

O pré-candidato a deputado Federal pelo DF, Celivaldo Elio, presidente do PROS/DF e o Jornalissta/Empresário Eugenio Piedade

Severino Cajazeiras pré-candidato deputado federal, Fernando Fernandes pré-candidato deputado distrital e o Jornalissta/Empresário Eugenio Piedade, todos do PROS

O PROS é presidido nacionalmente pelo policial civil aposentado Marcus Holanda, tendo como vice o advogado Amauri Pinho.

Na foto, o vice-presidente nacional do PROS Amaruri Pinho, pré-candidato a deputado federal por Brasília; a secretária nacional da mulher, Sandra Caparrosa e o presidente estadual Roberto Parillo.
Na foto, o advogado e vice-presidente nacional do PROS Amauri Pinho, a secretária nacional da mulher, Sandra Caparrosa e o secretário nacional do PROS Edmilson Boa Morte

Segundo diversos analistas políticos do Brasil e do exterior, o pleito do dia 2 de outubro é imprevisível e tem ingredientes importantes para ser o mais disputado de todos os tempos da história política brasileira. Um dado importante e fundamental é que 68,5% dos brasileiros e brasileiras de todos os cantos não decidiram de forma espontânea em quem votar para presidente do Brasil.
Momento da gravação de um filme de divulgação da pré-campanha de Pablo Marçal, sempre ao lado do presidente Marcus Holanda de camiseta BrancaPablo Marçal deverá ser lançado ainda no mês de maio oficialmente pelo PROS em um grande evento na capital brasileira e, possivelmente, no Monumento JK. Por uma bela coincidência do destino, Juscelino Kubitschek de Oliveira, construtor de Brasília, é o inspirador político do presidenciável Pablo Marçal, que enquanto ouve na pré-campanha o povo brasileiro, elabora um plano de governo consistente para o destravar da nação, que embora seja efetivamente a mais rica do planeta Terra, tem 12 milhões de desempregados, 23 milhões de subempregados, e a classe média que ajuda a levar o país nas costas paga impostos exorbitantes. Neste sentido, a crise da pandemia diminuiu os seus ganhos, quando muitas empresas faliram. Acreditamos firmemente que o jovem Pablo Marçal acrescentará muito ao debate rumo ao Palácio do Planalto.Por meio de sua obra literária e suas palestras Brasil e mundo afora, o jovem proprietário de 27 empresas tem ensinado milhares de jovens a empreender. Desejamos sucesso ao PROS de São Paulo e nacional. Que a legenda contribua muito com a democracia em nossa país e que seja uma nova esperança para o nosso povo trabalhador e ordeiro, mas que necessitamos de novos métodos para nos inserir entre os primeiros em desenvolvimento econômico, tecnológico, e que nossa espiritualidade e nossa fé se tornem cada vez mais fortes!
Fonte: Redação com Texto de Walter Brito
COMENTE ABAIXO:

BRASIL POLÍTICA

‘Bolsolão do lixo’ vira um dos assuntos mais comentados do Twitter

Avatar

Publicados

em

Por

Foto: Sérgio Lima/ AFP

O investimento público federal com coleta de lixo virou foco de despesas milionárias crescentes e fora do padrão nos últimos anos

A disparada na compra de caminhões de lixo pelo governo Jair Bolsonaro (PL) com preços inflados, revelada neste domingo, 22, pelo Estadão, ganhou a hashtag ‘Bolsolão do Lixo’ e se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter, no início desta tarde. Foram 7.977 tuítes sobre o assunto em uma hora. Reportagem publicada hoje mostra que após Jair Bolsonaro se associar ao Centrão, a compra e distribuição de caminhões de lixo pelo governo saltaram de 85 para 488 veículos de 2019 para 2021.

Por volta das 13 horas, ‘Bolsolão do Lixo’ havia superado 7,5 mil tweets e internautas passaram a publicar memes com o assunto. Um deles exibe um caminhão de lixo com um cifrão na traseira do veículo e o slogan do governo ‘Pátria Amada Brasil’ na lateral. “No governo sem corrupção, tem corrupção até no lixo”, escreveu uma conta no Twitter. Bolsonaro costuma dizer que seu governo não tem corrupção a despeito de diversas ilegalidades reveladas pela imprensa.

O investimento público federal com coleta de lixo, um serviço essencial para o bem-estar da população, virou foco de despesas milionárias crescentes e fora do padrão nos últimos anos. Avaliados com cuidado, esses gastos revelam transações difíceis de entender, como a da cidade do interior de Alagoas que tem menos lixo do que caminhões para recolhê-lo ou a diferença de R$ 114 mil no preço de veículos iguais, comprados no espaço de apenas um mês – sem falar da presença de empresas fantasmas no meio das operações.

Leia Também:  Ministra Tereza Cristina anuncia pré-candidatura ao Senado

Durante dois meses, a equipe do Estadão analisou cerca de 1,2 mil documentos referentes à aquisição desses veículos com verbas do orçamento federal, incluindo relatórios, planilhas e vídeos, num total de 7,7 gigabytes de dados. A distribuição de caminhões compactadores de lixo é usada por senadores, deputados e prefeitos para ganhar a simpatia e o voto dos eleitores de cidadezinhas pobres, onde a chegada desse tipo de auxílio é visível e faz enorme diferença. Até agora, o governo já destinou R$ 381 milhões para essa finalidade. A reportagem identificou pagamentos inflados de R$ 109 milhões.

A diferença dos preços de compra de modelos idênticos, em alguns casos, chegou a 30%. Em outubro passado, por exemplo, o governo adquiriu um modelo de caminhão por R$ 391 mil. Menos de um mês depois, aceitou pagar R$ 505 mil pelo mesmo modelo do veículo. Há casos também em que o governo recebeu veículos menores do que o comprado sem reaver a diferença de preço. Um município de 8 mil habitantes ganhou três caminhões compactadores num período de um ano e três meses, enquanto cidades próximas não têm nenhum. Até um beneficiário do auxílio emergencial ganhou licitações para fornecer caminhões de lixo para o governo.

Leia Também:  Projeto regulariza conselhos federal e regionais de Educação Física

‘Bolsolão do Lixo’

Do jeito que está montada, a compra dos caminhões pelo governo para atender sua base no Congresso não segue nenhuma política pública de saneamento básico e não garante todas as fases da coleta de lixo. Caminhões são destinados a pequenas cidades sem qualquer plano para construção de aterros sanitários, como determinado em lei. No Piauí, por exemplo, o lixo coletado é jogado em terrenos a céu aberto em 89% das cidades. Mesmo assim, a prioridade dos políticos do Estado foi a aquisição dos veículos.

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?
ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?