Claudio Humberto: Réus bolsonaristas tornam STF subitamente ágil

Dias Toffoli também suspendeu a cassação de um deputado de Brasília, em 2020, e até hoje, 441 dias depois, não há sinais de que o caso vá a julgamento no STF

Se o Supremo Tribunal Federal (STF) levou apenas quatro dias para derrubar a decisão que suspendia a cassação de dois deputados bolsonaristas, não tem a mesma pressa quando se trata de políticos, digamos, de outros campos. O ministro Dias Toffoli também suspendeu a cassação de um deputado de Brasília, em 2020, e até hoje, 441 dias depois, não há sinais de que o caso vá a julgamento no STF. O deputado foi cassado em 7 de outubro e nove dias depois Toffoli cassou a medida.

Desde 2020

A cassação suspensa 16 de outubro de 2020 envolve um rico empresário que é deputado distrital em Brasília, José Gomes (PP).

Abuso de poder

Gomes foi cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por “abuso de poder econômico” contra funcionários de suas empresas.

Decisão vapt-vupt

A decisão vapt-vupt de Toffoli, suspendendo a punição de Gomes, saiu logo após a cassação. A suplente Luzia de Paula nem esquentou lugar.

Já está em outra

Certo de que nada lhe vai acontecer, e como o abuso de poder foi relativizado no STF, Gomes agora é pré-candidato a deputado federal.

No período da transição de governo, Obrador anunciou um ambicioso plano de infraestrutura e programas sociais para liderar o que batizou de “quarta transformação” do México

Incapacidade mexicana favorece golpe em brasileiros

Centenas de brasileiros têm sofrido prejuízos materiais e psicológicos com a incapacidade do governo do México de fazer funcionar seu sistema de “autorização” de entrada no país. A instabilidade, o tempo fora do ar e a falta de opções para obter o visto leva muitos brasileiros a perderem até R$30 mil não devolvidos por hotéis e empresas de tour, que se aproveitam da incompetência oficial para aplicar o golpe.

Leia Também:  Raimundo Ribeiro: Coisas do futebol

Tem de tudo

Os casos são os mais variados, desde luas de mel frustradas a casamentos em que só o noivo teve a entrada autorizada no México.

Desrespeito em pessoa

Quem foi ao consulado em SP, sequer teve a porta aberta para uma explicação. Recebeu, pela janela, papel com e-mail do “fale conosco”.

É com eles

O cônsul José Ramón fugiu do assunto, passando a bola para o governo do seu país. Passou número e e-mail, no México, que não respondem.

Poder sem Pudor

Baionetas mudam os homens

Pelópidas da Silveira foi destituído da prefeitura do Recife, no rastro do golpe militar de 1964. Preso no 7º Batalhão de Obuses, em Olinda, ele conseguiu assistir na televisão da sala dos oficiais o noticiário mostrando a posse do substituto. Comentou com um militar, ao lado: “Veja, coronel. Essa mesma Câmara que votou o meu impeachment hoje, por 20 a 1, é a mesma que vivia a meus pés, pedindo favores…” O oficial reagiu: “Como é a natureza humana, hein, dr. Pelópidas?!”. O prefeito corrigiu: “A natureza humana sob baionetas, coronel!”.

Bateu o desespero

O pré-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) dá sinais de desespero. Sem ter mais o que prometer para tentar crescer nas pesquisas, resolveu assumir o compromisso de “liberar arquivos sobre OVNIs no Brasil”.

Terceira via é Eymael

Sem exposição nas manchetes, Eymael (DC) empatou com Simone Tebet (MDB) e está à frente de Luciano Bivar (União), que lançou sua candidatura com festa. Terceira via poderia ser a chapa Eymael-Tebet.

Leia Também:  Claudio Humberto: Estatal Petrobras torra R$7 milhões em viagens

Alquimistas

Patrick Costa, ex-diretor da agência de propaganda Scala, e Rodrigo Moreira, atual gerente, deixaram digitais em licitações nos ministérios da Saúde e Ciência e Tecnologia. São chamados no meio de “alquimistas”.

Única certeza

A divulgação de pesquisas sobre o mesmo tema, no mesmo dia, não ajuda na credibilidade dos institutos. Se um fala em vitória de candidato no 1º turno, outro fala em disputa acirrada, algum vai passar vergonha.

Frase do dia

O que faz um país é seu povo. Proteger o povo é proteger a nação

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados

Mais um descalabro

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) disse que o projeto permitindo a penhora de imóveis para quitar dívidas é um descalabro: beneficia apenas os bancos e empurra milhares de famílias para a pobreza.

Partido censurado

O PCO denunciou que o Tribunal Superior Eleitoral pediu ao Telegram o bloqueio de grupo do partido “sob pena do fechamento total no Brasil do aplicativo”. “O STF segue impondo a sua ditadura sobre a internet”, diz.

Alívio aos paranoicos

Em almoço na Associação Comercial do Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro disse que respeitará os resultados das urnas “vença quem vencer”. “Todos nós queremos eleições limpas e transparentes”, avisou.

Fartura vacinal

Já foram aplicadas quase 100 milhões de doses de reforço da vacina contra a covid, no Brasil. E doze estados brasileiros já têm mais de 100% das doses necessárias para aplicar duas doses na população local.

Pergunta no TSE

Fake news rende cassação de mandato dependendo do mentiroso?

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?