BRASÍLIA

PAPO RETO

Claudio Humberto: Sabatina de André Mendonça pode ser no dia 22

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Presidente da CCJ, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Após atrair holofotes e a indignação geral da República, inclusive da oposição, o senador Davi Alcolumbre, presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deve marcar para o próximo dia 22 a sabatina de André Mendonça, o ex-ministro da Justiça e da Advocacia Geral da União (AGU) indicado pelo presidente Jair Bolsonaro à vaga de Marco Aurélio no Supremo Tribunal Federal (STF). As motivações, se é que existem, continuam insondáveis, um segredo bem guardado.

Lorota não pode

A estranha atitude do senador irritou até o STF, após alegar que “turbulências política” teriam impedido a sabatina.

Fi-lo porque qui-lo

Alcolumbre repousa o enorme traseiro há cerca de quatro meses sobre a indicação de André Mendonça por motivos nunca esclarecidos.

Saber jurídico não tem

Reparo à qualificação é hipótese descartada para explicar a tentativa de vetar Mendonça. Saber jurídico não é, digamos, o forte do senador.

Apequenando-se

Ao presidir o Senado, o político do Amapá mostrava não ter dimensão do cargo, segurando projetos e indicações em razão de suas “demandas”.

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
O ministro reiterou os elogios ao Sistema Único de Saúde (SUS), ressaltando sua relevância para o combate à pandemia Foto: Myke Sena/MS

Brasil supera 250 milhões de vacinas aplicadas

Terceiro país que mais aplica vacinas no planeta, o Brasil ultrapassou a marca de 250 milhões de doses aplicadas na população. No total foram 154 milhões de pessoas vacinadas, equivalente a 97,5% do público-alvo estipulado pelo Ministério da Saúde. O sucesso do Plano Nacional de Imunização (PNI) se reflete nas médias de novas infecções, no menor patamar desde o início da pandemia, e mortes, a menor desde novembro.

Leia Também:  Devido a evento esportivo, Setor de Clubes Norte terá interdição no tráfego

Entre os melhores

O PNI chegou a 72,2% da população e o Brasil está entre os 20 países, acima de 5 milhões de habitantes, com maior percentual de vacinados.

Segurança adicional

Imunização com segunda dose e dose única supera 46% da população, sem contar as cerca de três milhões de doses de reforço já aplicadas.

Potência na imunização

Com média diária de 1,5 milhão de doses aplicadas, o Brasil segue vacinando praticamente o mesmo que EUA e União Europeia somados.

Como recuperar o juízo

O deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical, encontrou uma maneira de fazer o então presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), suspender o aumento salarial dos deputados: “Se você colocar isso em votação, não poderei convidá-lo à festa de 1º de Maio da Força. Você vai ser mais vaiado que o Severino Cavalcanti…” Chinaglia é truculento, mas não é louco: as festas de 1º de Maio, promovidas pela Força Sindical, atraíam na época até dois milhões de pessoas. Era o “milagre” do dinheiro fácil e farto do imposto sindical.

Lacrolândia em ação

Em nova lacração, Rodrigo Pacheco avisou ontem que será derrubado o veto à distribuição gratuita de absorventes, Como jurista e presidente do Senado, deveria se desculpar pela aprovação de uma lei que cria despesa sem indicar a fonte de custeio. O básico do básico.

Mandou mal

Em vez de abrir espaço para que os adversários explorem seu veto, o presidente Jair Bolsonaro deveria ter assinado medida provisória instituindo o benefício, corrigindo as lacunas e vícios do texto vetado.

Mudou a fórmula

Além da federação de partidos, espécie de coligação com direito a usar o fundo partidário alheio, muda para 2022 o cálculo do coeficiente eleitoral, que determina a distribuição das vagas na eleição proporcional.

Leia Também:  Subseção da OAB do Paranoá/Itapoã, contraria GDF e diz que não cumprirá toque de recolher

CPI para sempre

O vice-presidente da CPI da Pandemia, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), avisou que será criado “observatório parlamentar” para “acompanhar os desdobramentos da CPI” após o fim da comissão.

Decisivo para que conseguíssemos atenuar os efeitos da crise sanitária

Presidente da Câmara, Arthur Lira, na 7ª Cúpula de Presidentes dos Parlamentos do G-20, em Roma, elogia a atuação do Congresso brasileiro

Estorvo de volta

O Senado retoma a análise do projeto que ressuscita a propaganda partidária gratuita no rádio e na TV, porcaria extinta em 2017. É a segunda vez que o Congresso tenta ressuscitar essa moleza.

Parcela brasileira

A plataforma de acompanhamento da vacinação Our World in Data registra que o mundo aplica 22,2 milhões de doses de vacinas por dia, em média. O Brasil é responsável por quase 7% desse total: 1,5 milhão.

Saúde só no bolso

Esta semana, agentes de saúde e agentes de combate a endemias (!) fizeram aglomeração nos corredores do 7º andar do Anexo IV da Câmara. Faziam pressão por exigências salariais.

O teste nuclear pioneiro da Coreia do Norte, no condado de Kilju, completa 15 anos neste sábado (9). Foi o primeiro país a avisar que realizaria um teste de detonação de dispositivo nuclear na História.

Pensando bem…

…uma pequena parte do fundão partidário já resolveria o problema dos absorventes.

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:

PAPO RETO

Claudio Humberto: Precatórios respeitarão teto de gastos, avisa Lira

Publicados

em

Por

O pagamento dos precatórios já foi tema de reunião entre Lira, o ministro Paulo Guedes (Economia) e Rodrigo Pacheco, presidente do Senado. Foto: Marcos Brandão/Senado Federal

Além da votação da proposta de emenda constitucional (PEC), que muda a composição do CNMP, conselho nacional que é o órgão de controle externo do ministério público, a Câmara deve votar (e aprovar) esta semana a proposta que regulamenta o pagamento de precatórios. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirma que toda decisão judicial deve ser cumprida, “mas precisa respeitar o teto de gastos”.

Texto fechado

De acordo com Lira, o texto está consolidado “e houve um bom entendimento sobre a previsibilidade desses pagamentos”.

Acordo

O pagamento dos precatórios já foi tema de reunião entre Lira, o ministro Paulo Guedes (Economia) e Rodrigo Pacheco, presidente do Senado.

Proposta

A ideia é que a União seja obrigada a pagar, em 2022, apenas R$ 39 bilhões dos R$ 89 bilhões que deve em precatórios.

Sem calote

A diferença de R$50 bilhões seria negociada diretamente entre credores e governo, o que possibilitaria encontro de contas, compensações etc.

Distribuidoras nunca se conformaram com a criação de facilidades para consumidores instalarem painéis de energia fotovoltaica

Energia solar vence lobby bilionário e cresce 1085%

A geração de energia solar própria em residências, comércios, indústrias, produtores rurais etc venceu lobby bilionário de distribuidoras de energia e donos das poderosas termelétricas para crescer incríveis 1085% desde 2018, superando 7000 megawatts de capacidade instalada. Segundo a Absolar, esse conjunto de sistemas fotovoltaicos já tem capacidade de gerar metade da energia produzida em Itaipu, maior hidrelétrica do país.

Leia Também:  Devido a evento esportivo, Setor de Clubes Norte terá interdição no tráfego

Sem freio

A potência instalada no Brasil fechou 2018 com 592,2 megawatts. Em 2019, já eram 2125,7 e 4782,7 em 2020. Até setembro subiram a 7018,1.

Potencial gigantesco

Apesar do crescimento espantoso, apenas 0,8% dos 88 milhões de consumidores de energia do país usam o sol para produzir eletricidade.

Melhor consequência

Para Ronaldo Koloszuk, presidente do conselho da Absolar, a energia solar reduz o “uso de termelétricas fósseis, mais caras e poluentes”.

Poder sem Pudor

Falta de memória

Jânio Quadros percorria o País, na campanha presidencial de 1960, a bordo de um avião Convair e sempre na companhia do vice, Milton Campos. Dono de uma memória prodigiosa, Jânio repetia o mesmo discurso em todos os comícios, sublinhados por gestos teatrais. O vice, ao contrário, sempre mudava o tema. Certa vez em Governador Valadares (MG) Jânio o elogiou: “Dr. Milton, que maravilha! Um discurso para cada comício. Que cultura!” Campos respondeu, modesto: “Não é cultura, é falta de memória mesmo.”

Tantos assim?

É preciso somar ao menos 308 votos na Câmara, em dois turnos, para a aprovar proposta de emenda constitucional (PEC). Há apostas indicando que a PEC que muda o CNMP será aprovada com mais de 400 votos.

Só vale o volume

A CPI da Pandemia acumulou mais de 4 milhões de arquivos digitais, totalizando 9,4 terabytes de informação, segundo o Senado. Inclui propaganda da Havan e conversas privadas entre médicos e pacientes.

Veto a evangélicos

Ao citar o elogiado currículo do presbiteriano André Mendonça, o deputado Marco Feliciano (PL-SP) sustentou que é de natureza religiosa a perseguição de Davi Alcolumbre. Para ele, o veto é aos evangélicos.

Leia Também:  Vice presidente Marcilene Lima, mostra a grandeza do CDDF e Entorno

Ficou caro demais

O Congresso precisa se empenhar mais, para justificar o que custa ao País. De acordo com o último estudo da ONU, cada um dos 594 parlamentares custa R$41 milhões por ano aos pagadores de impostos.

Frase do dia

Não há surpresa, apenas uma triste constatação

Senador Marcos Rogério, para quem o relatório da CPI tem pré-julgamentos e não fatos

Pessoas importam

Reclamando de perda de receita com o projeto que reduz o preço dos combustíveis, gestores municipais e estaduais demonstram não perder o sono com a queda de “arrecadação” dos cidadãos que os elegeram.

Sonho americano

A reabertura das fronteiras dos EUA animou muitos empreendedores brasileiros a retomar planos de investimento lá. Para o gestor Leandro Sobrinho, os EUA são uma das opções preferidas pela pouca burocracia.

Sucesso

O Brasil já aplicou ao menos uma vacina contra a Covid em 156 milhões de habitantes, e 23 dos 27 Estados já vacinaram mais de 60% de suas populações. São Paulo é o líder, com mais de 82%.

Luz para a plateia

Para “conscientizar a sociedade” sobre o Dia Mundial da Alimentação, haverá projeção de imagens no Congresso, em Brasília. Faria melhor se aprovassem projetos de segurança alimentar para brasileiros pobres.

Pensando bem…

…se você acha que essa CPI foi ruim, é porque não viu a próxima.

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.