BRASÍLIA

PAPO RETO

Claudio Hunberto: Bolsonaro virou nas faixas de 25 a 59 anos em SP

Publicados

em

Bolsonaro ganhou, em média, 7 pontos nos últimos levantamentos Paraná Pesquisas em relação a Lula na faixa mais populosa da população

O presidente Jair Bolsonaro conseguiu virar o quadro geral e passar a liderar nas intenções de voto no estado de São Paulo graças ao mesmo fenômeno observado no cenário nacional: a disparada da preferência pela reeleição do candidato do PL entre eleitores de 25 a 59 anos. Nos últimos levantamentos realizados no estado pelo Paraná Pesquisas, em abril, Bolsonaro ganhou 7 pontos, em média, em relação ao desempenho ex-corrupto Lula (PT) nessa faixa etária, a mais populosa da população.

Perspectiva positiva

Eleitores de 25 a 59 anos são mais de 22 milhões dos 33,5 milhões de votos do estado de São Paulo, o maior colégio eleitoral do País.

A memória ajuda

O petista investe todas as fichas (e até por isso) tem vantagem entre jovens de 16 a 24 anos, que eram crianças quando a Lava Jato estourou.

Último ‘reduto’

O petista lidera, por pouco, entre eleitores acima de 60 anos, mas, somados aos jovens, representam cerca de 10,7 milhões de eleitores.

Metodologia

O Paraná Pesquisas ouviu 1.820 eleitores em 78 municípios entre 27 e 31 de março e 24 e 29 de abril: BR-002214/2022 e BR-07854/2022.

O cálculo leva em conta as variações do petróleo no mercado internacional e a taxa de câmbio. Foto: André Motta de Souza/Agência Petrobras.

Luro da Petrobras é desequilibrado para o setor

O lucro de R$44,5 bilhões da Petrobras apenas no primeiro trimestre de 2022 é de fazer inveja às maiores empresas mundiais de petróleo, como PetroChina, Saudi Aramco e British Petroleum. A BP, a sexta maior do mundo, lucrou quase R$14 bilhões a menos que a estatal brasileira este ano. O resultado da BP é o melhor em quase uma década, mas é menor que o da Petrobras no último semestre de 2021, por exemplo.

Leia Também:  Renato Riella: Aumento dos juros nos EUA e Brasil impacta economia

Sem comparação

A Petrobras não figura na lista das maiores empresas de petróleo do mundo. Está a anos luz das estatais chinesas e da Arábia Saudita.

Outra estatal

A Saudi Aramco, a maior do mundo, lucrou US$110 bilhões em 2021. A Shell, com o triplo do tamanho da Petrobras, lucrou US$33,4 bilhões.

Diferença

A estatal PetroChina lucrou US$27,5 bilhões, em 2021, e faturou US$440 bilhões. A Petrobras lucrou US$21,2 bilhões e faturou US$83,9 bilhões.

Poder sem Pudor

Promessas, promessas

Em campanha para a prefeitura de Campina Grande (PB), Severino Cabral, pai do ex-senador e embaixador Milton Cabral, muito intuitivo, tinha uma equipe para fazer seus discursos e auxiliá-lo ao pé-de-ouvido nos palanques. Num comício, ele desandou a fazer promessas, até anunciou que, eleito, levaria para a cidade um grande empreendimento. Ao seu ouvido, baixinho, o ex-deputado Raimundo Asfora orientou: “…em convênio com a Sudene”. E ele repassou para a multidão o que havia entendido: “…e vou construir também um convento para a Sudene!”

Poder irrestrito

A Petrobras aumentou o lucro em 2022 em 3000% em relação a 2021, tem o monopólio do petróleo, e determina sozinha os preços. Mas é o “mercado internacional” que explica o prejuízo do cidadão na bomba.

Querer não é poder

Mesmo após a larga demonstração de apoio a Simone Tebet (MS) da executiva nacional do MDB, esta semana, incomoda (e muito) os aliados a performance pífia nas pesquisas da pré-candidata à Presidência.

Socialismo pros outros

O PCO denunciou que “a economista de Guilherme Boulos (Psol)”, Laura Carvalho, vai trabalhar na ONG Open Society, do ‘bilionário socialista’ George Soros, com orçamento de mais de US$1,2 bilhão por ano.

Leia Também:  Médica Nise Yamaguchi sairá candidata ao Senado pelo PROS

Culpado é o Whatsapp

Áudio do executivo do Whatsapp no Brasil, Dario Durigan, na assinatura do termo de compromisso com a Justiça Eleitoral para supostamente “combater fake news” revela que foi a própria empresa que gerou as notícias falsas em torno da criação das “comunidades”, grupos grandes.

Frase do dia

Telemedicina é uma das pautas prioritárias

Marcelo Queiroga (Saúde) sobra o uso da tecnologia para ampliar o acesso à Saúde

Plateia muda tudo

Durigan frisou ao TSE que não seria feita “mudança significativa no produto – no Brasil – até o fim do período eleitoral”. Opositores do governo aplaudiram. Semanas depois, após reunião com Bolsonaro, o Whatsapp mudou e disse que a decisão foi “exclusiva” da empresa.

Dados consolidados

O Brasil, com 214 milhões de habitantes, vai superar o Uruguai (três milhões de habitantes), tão elogiado nas manchetes, na vacinação contra a covid. São 85,43% de brasileiros, e 85,63% de uruguaios vacinados.

Coqueluche

O PP bateu martelo e sua candidata ao Senado no Rio Grande do Sul será Nádia Silveira Gerhard, oficial da Brigada Militar e vereadora em Porto Alegre e, como se dizia antigamente nova coqueluche do partido.

Concorrência é tudo

Enquanto o preço médio do botijão de gás no Brasil gira em torno de R$120, nos EUA, onde vigora o livre mercado, o preço é de US$17,92, algo em torno de R$90,85 na cotação atual ou 25% mais barato.

Pensando bem…

…nem mesmo no Dia da Coragem, celebrado em 6 de maio, o ex-presidente Lula topou sair às ruas.

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:

PAPO RETO

Renato Riella: Bafômetro reconhecido pelo Supremo

Avatar

Publicados

em

Por

Supremo Tribunal Federal (STF) tomou decisão que pode inibir a presença de motoristas bêbados no trânsito.
Foi decidido que haverá aplicação de multa para aqueles que se recusam a fazer o teste do bafômetro.

STF também validou a proibição da venda de bebidas alcoólicas às margens de rodovias federais.

Pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motorista que se recusa a ser submetido ao teste está sujeito à multa gravíssima de R$ 2.934,70 e pode ter a licença para dirigir suspensa por 12 meses. Atualmente, a tolerância é zero para qualquer nível de álcool no organismo.

No entanto, pessoas flagradas em estado de embriaguez ao volante recorriam à Justiça, alegando que não deveriam ser punidas ao se recusar a soprar o bafômetro.

PIB – Ministério da Economia fixa em 1,5% a previsão de crescimento da economia brasileira para 2022.
Ao final do ano passado, previa alta na casa de 2,1% para a evolução do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil, no valor financeiro de R$ 9,6 trilhões.

A melhora do desempenho econômico do Brasil tem ocorrido pela retomada no setor de serviços e ampliação dos investimentos, com recuperação do mercado de trabalho.
Para 2023, esperado avanço de 2,5% no PIB.

INFLAÇÃO – Governo Federal alterou para cima a previsão da inflação deste ano, segundo o Ministério da Economia.
O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que em março era estimado em 6,55% para o ano, agora teve a previsão elevada para 7,9%.

Leia Também:  Atraso de recurso do WhatsApp não tem ligação eleitoral, diz governo

Para 2023, previsão de inflação fica em 3,6%.

OTIMISMO – Ministro da Economia, Paulo Guedes, demonstra otimismo em relação à situação financeira brasileira.
Para ele, o “inferno” da inflação já passou.

Porém, a inflação em abril registrou alta de 1,06%, considerada a maior para o mês desde 1996, segundo o IBGE.
Paulo Guedes explica que o Brasil saiu na frente, ao aumentar a taxa de juros oficial Selic, o que pode gerar resultados nos próximos meses no controle da inflação.

MÍNIMO – Ministério da Economia divulgou estimativa para o salário mínimo de 2023, com expectativa de que o número chegue a R$ 1.310,17 — aumento de R$ 98,17 a partir de janeiro.
A estimativa baseia-se na previsão para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país.

RENTABILIDADE – Poupança completou 20 meses seguidos de perdas para a inflação.
Em abril, a rentabilidade da poupança foi de 0,56% em termos nominais, enquanto a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 1,06%. Com isso, a caderneta teve retorno negativo no mês.

Leia Também:  Renato Riella: Previsto superávit de U$$ 111.6 bi na balança comercial em 2022

No acumulado em 12 meses até abril, a poupança teve um rendimento real negativo (descontada a inflação) de 6,58%, perda maior do que a observada nos 12 meses até março (-6,20%), segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica.

COVID – O Brasil registrou ontem 114 mortes pela Covid-19, elevando o total a 665,4 mil.

Média móvel de mortes no Brasil está crescendo e ontem chegou a 113/dia.

AGENDA – Presidente Bolsonaro abre o dia de hoje com café da manhã, no Palácio do Planalto, recebendo pais e mães paulistas integrantes do Movimento Escolas Abertas, que defende qualidade no funcionamento dos estabelecimentos escolares.

MUSK – Presidente Bolsonaro e empresário Elon Musk, homem mais rico do mundo, vão se reunir amanhã no interior de São Paulo, (Fasano Boa Vista, na cidade de Porto Feliz).

A reunião foi intermediada pelo Ministro das Comunicações, Fabio Faria.
Serão abordadas questões de marcos regulatórios, regulação na Amazônia e conectividade nas escolas da região.

ECONOMIA – Dólar caiu ontem 1,28%, para R$ 4,91.
Índice Ibovespa, da Bolsa de Valores, caiu 0,71%, para 107.005 pontos.

Fonte:  RENATO RIELLA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?
ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?