O jogo que não existiu

O Fluminense foi a Caxias do Sul enfrentar o Juventude, os jogadores entraram em campo (?), o árbitro autorizou a partida, mas não teve futebol.
O campo empoçado, a bola não corria, a integridade física dos jogadores em permanente risco e só se viu bicão para o alto.
Num desses bicões, Fábio fez uma defesa e a bola bateu em Luccas Claro, que voltava e entrou no gol.
Não existe análise da partida de futebol que não aconteceu, restando ressaltar a irresponsabilidade da CBF e arbitragem que autorizaram o início de uma partida em que o campo não permitia jogar futebol.
Foi um estelionato futebolístico em que a CBF deveria indenizar o Fluminense pelo gasto das passagens e hospedagem, bem como devolver o dinheiro dos ingressos, pois os torcedores presentes no estádio pagaram pra ver uma partida de futebol que não existiu.
Agora é receber o Atlético no Maracanã na próxima quarta-feira e reencontrar o caminho da vitória.
Bora Fluzão 🇭🇺🇭🇺🇭🇺🇭🇺
Raimundo Ribeiro
Apaixonado por futebol e, naturalmente Tricolor

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?