Renato Riella: Prevista inflação de 7,15%

Analistas do mercado financeiro, consultados semanalmente pelo Banco Central (BC), preveem inflação de 7,15% ao final de 2022, segundo resultado publicado no Boletim Focus.
A previsão de alta do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), há quatro semanas, era de 7,98%. Para 2023, prevista inflação de 5,33%.

Esta é a quinta semana seguida em que o BC mostra expectativas positivas para a economia brasileira. No caso do PIB (Produto Interno Bruto), a projeção é que a economia chegue a 1,97% de crescimento ao ano, bem próximo do esperado pela equipe econômica do Governo Federal.
Os analistas mantiveram as previsões para a taxa básica de juros Selic na faixa de 13,75% ao final de 2022.

BALANÇA – Nos sete primeiros meses deste ano, o saldo da balança comercial brasileira atingiu US$ 39,6 bilhões, valor 10,4% menor que no mesmo período do ano passado.
As exportações somaram US$ 194,079 bilhões e as importações totalizaram US$ 154,328 bilhões.

A balança comercial teve superávit de US$ 5,44 bilhões em julho, uma queda de 22,7% em relação a julho de 2021, segundo o Ministério da Economia.

Leia Também:  Claudio Humberto: Crítica à polarização ignora a vontade do eleitor

VARÍOLA – Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que o Brasil receberá, por meio da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), o antiviral Tecovirimat, para “reforçar o enfrentamento ao surto” de varíola dos macacos.

O Brasil registra 1.342 casos de varíola, com uma morte. São Paulo tem 75% dos casos: mais de mil.

JULGAMENTO – Supremo Tribunal Federal (STF) começa a julgar amanhã questão que poderá ter forte impacto no quatro de candidatos a cargos políticos.

Os ministros decidirão sobre a validade das alterações na Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/1992), inseridas pela Lei 14.230/2021.

A depender do julgamento, muitos políticos condenados deixarão de ficar inelegíveis, por prescrição ou mudança de critério na análise – como a ausência de dolo, por exemplo.

O STF vai decidir se alterações inseridas na Lei de improbidade Administrativa podem retroagir para alcançar fatos anteriores.

DIESEL – Preço do óleo diesel vem subindo mês a mês no Brasil desde dezembro de 2021, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP). Petrobras vê o mercado ‘estressado’ e sem chances de baixa significativa.

Leia Também:  Renato Riella: Bolsonaro aumenta pressão contra Petrobras

Hoje o preço médio do litro do óleo diesel nos postos é de R$ 7,42. O valor é mais que o dobro dos R$3,69 registrados pela pesquisa da ANP em janeiro de 2021. A Política de Paridade Internacional de Preços da Petrobras gera esse nível de preços, situação agravada com a Guerra da Ucrânia.

UCRÂNIA – Um navio que transportava grãos ucranianos conseguiu deixar o porto de Odesa. É o primeiro embarque liberado como parte de acordo com a Rússia para desbloquear os portos ucranianos do Mar Negro. Outros 16 navios aguardam para partir.

ECONOMIA – Dólar fechou ontem a R$ 5,179, com alta de 0,08%.
Índice Ibovespa, da Bolsa de Valores, atingiu 102.225 pontos, com queda de 0,91%.
Por RENATO RIELLA

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?