Bebê morreu asfixiada em creche, conclui laudo

Foto: Agência Brasil

Amariah Noleto foi deixada na creche em Planaltina e, quando o pai voltou pegá-la, a menina já estava sem vida

Segundo o laudo do Instituto Médico-Legal (IML) da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a bebê de 6 meses que morreu em uma creche irregular em Planaltina, sofreu asfixia de causa indeterminada.

O caso ocorreu em outubro do ano passado, quando Amariah Noleto foi deixada na creche e, quando o pai voltou pegá-la, a menina já estava sem vida. Ela chegou a ser levada ao Hospital Regional de Planaltina (HRP), mas já era tarde. De acordo com as funcionárias do local, a menina havia se engasgado quando estava sendo alimentada.

Ainda segundo o laudo, os indícios encontrados no corpo de Amariah após a necropsia são semelhantes aos encontrados em mortes por asfixia, como secreção mucosa ou serosa nas narinas; edema dos pulmões; sangue líquido no coração; bexiga vazia e edema cerebral.

Ainda assim, não há sinais de traumas na face da menina, o que não dá indícios sobre a causa da asfixia, “tais como intoxicações exógenas, broncoaspiração, alterações cardíacas macro e microscópicas ou outras doenças”.

Leia Também:  PCDF deflagra ação contra traficantes de luxo que vendiam nova droga

Dessa forma, o laudo aponta que a asfixia pode ter ocorrido por sufocação direta, já que ela foi encontrada deitada de bruços no berço, com nariz e bocas obstruídos. Segundo o texto, o colchão, o travesseiro ou até mesmo um “pano que cobria a cabeça da criança” pode ter causado a morte.

“Quando a superfície contra a qual a face é pressionada é de consistência mole, macia, não existem vestígios específicos que possam ser encontrados na necropsia. No caso em questão, pode ter sido por tempo prolongado, já que, pelos relatos, Amariah teria ficado todo o período da tarde no quarto sem supervisão”, continua.

Ainda assim, o IML não descarta a possibilidade de morte súbita, a chamada síndrome da morte súbita infantil, que tem causa desconhecida. “Trata-se de uma forma de morte súbita não violenta, com características de morte asfíxica.” Não foram encontrados outros ferimentos, internos ou externos, no corpo de Amariah.

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?