BRASÍLIA

POLICIAL

Foragido da justiça é preso durante festa em Samambaia

Publicados

em


Um homem, que tinha um mandado de prisão em seu desfavor, foi preso durante uma festa organizada por uma neta dos proprietários da casa que não autorizaram o evento, na noite do dia (25).

Os policiais foram acionados pelo dono de uma casa na quadra 431 de Samambaia. O homem informou que sua neta havia levado algumas pessoas para sua casa, sem sua autorização, e que todas estavam fazendo uso de bebidas alcoólicas e substâncias entorpecentes.

Os militares foram a casa indicada e realizaram abordagem em todos que estavam no local. Nada de ilícito foi encontrado, porém, após consulta, verificou-se que um dos homens tinha um mandado de prisão em seu desfavor. O abordado foi levado à delegacia onde ficou preso. Após a prisão, a festa foi encerrada.

Fonte: PM DF

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PMDF prende quatro por tráfico de entorpecentes no Guará
Propaganda

POLICIAL

Feminicídio: mulher morre após ser mordida e esfaqueada pelo marido

Publicados

em

Tatiane Pereira da Silva chegou a internada no Hospital Regional de Planaltina, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Agressor foi preso

Fachada da 6ª Delegacia de Polícia - ParanoáRafaela Felicciano/Metrópoles

Mais uma mulher morreu no Distrito Federal vítima de feminicídio. Tatiane Pereira da Silva chegou a ser internada no Hospital Regional de Planaltina na sexta-feira (9/4) após ser esfaqueada pelo marido. A vítima, de 41 anos, não resistiu e faleceu nessa segunda (12).

Segundo o boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a briga do casal começou por volta de 00h15 de sexta. Ricardo Viana, delegado-chefe da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), relata que o agressor mordeu e esfaqueou a mulher após uma discussão.

Mais sobre o assunto

Foram determinadas as seguintes medidas ao agressor:

  • Proibição de aproximação da vítima, familiares e testemunhas, restando fixado o limite mínimo de 300 metros de distância;
  • Proibição de contato com a vítima, familiares e testemunhas por qualquer meio de comunicação, tais como ligação telefônica, WhatsApp, e-mail, Facebook, Instagram e outros.
Leia Também:  PMDF resgata um Gambá em uma casa no Gama

Para o delegado, uma vez que Tatiane chegou a ficar internada em estado grave e faleceu dias depois, ela pode ter sido agredida novamente depois de prestar queixa na delegacia. Outra hipótese é que um dos ferimentos teria sido mais grave do que aparentava.

“Ela levou uma facada de raspão nas pernas e uma mordida no braço, mas pode ter tido mais lesões. A gente acredita que ela escondeu da família o resultado da briga e isso pode ter levado à morte dela”, pontuou Viana.

Conforme informações da PCDF, a vítima de feminicídio e o agressor viviam em união estável há cerca de 6 anos e criavam um filho de 3 anos. À polícia, Tatiane relatou que as agressões começaram no ano passado.

Na data da briga, o casal voltava para casa após sair de um bar na DF-250, no Núcleo Rural 06 do Paranoá. Manoel queria retornar ao estabelecimento e Tatiane não, o que gerou a discussão. Ele mordeu o braço dela e a esfaqueou na perna. Depois disso, ela teria ido à casa da mãe e, em seguida, procurado a polícia.

Leia Também:  Suspeita de estelionato é detida após aplicar golpe na Asa Norte

Na segunda-feira, porém, a delegacia foi informada, por um familiar da mulher, que ela estava internada em estado grave e que precisaria passar por cirurgia, em decorrência das agressões sofridas. O quadro de saúde de Tatiane piorou e ela faleceu à tarde.

Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA