Guilherme de Pádua criou emboscada para Daniella em posto de gasolina, diz Glória Perez

Escritora, mãe da vítima, conta que o crime deixou muitos rastros

Mesmo criando álibi no Barra Shopping, Guilherme de Pádua e Paula Thomaz deixaram diversos rastros diante do crime que cometeram com Daniella Perez. ‘Pacto Brutal’ relembra o caso que arrebatou o Brasil em uma série de fatos emocionantes. Glória Perez contou que Guilherme criou uma emboscada para Dani no posto de gasolina e os frentistas viram o ator agredir a atriz.

Glória contou que depois que recebeu ligações anônimas ligando o acontecimento ao posto de gasolina, passou a ir todos os dias ao posto e quando chegava, ninguém falava nada. “Tudo vinha para confirmar que tinha acontecido alguma coisa no posto”, contou.

“É uma posição de emboscada, onde ele poderia, se ela entrasse no posto, impedir que ela saísse e se ela passasse pela estrada ele poderia segui-la de imediato”, disse Glória.

A escritora ainda conta que um cozinheiro atinou a verdade na sua cabeça na noite do assassinato. “Sabíamos apenas que algo tinha acontecido no posto, mas o que? Fui procurada por um cozinheiro e ele me contou que ela tinha sido agredida, desmaiada e colocada dentro do carro”, contou.

Leia Também:  Homem fica em estado grave ao ser atropelado no Parque da Cidade

Nilson Raman conta que ele e Glória viraram dois detetives do caso, investigando a fundo tudo que pudesse ter acontecido com Daniella. “Viramos detetives, lembro que um dia eu fui fazer as contas e andamos 300 km na cidade do Rio de Janeiro. Era uma vida de detetive”, disse.

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:

Últimas Notícias

Quer receber as notícias em
primeira mão?

TODOS OS DADOS SÃO PROTEGIDOS CONFORME A LEI GERAL DE
PROTEÇÃO DE DADOS (LGPD).

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?