BRASÍLIA

POLICIAL

“Passou a noite fumando pedra”, diz travesti após orgia com policial em motel do DF

Publicados

em

De acordo com a apuração da PCDF, a travesti e três amigas foram abordadas pelo cliente quando estavam no ponto onde fazem programa

MICHAEL MELO/METRÓPOLES

O caso envolvendo ameaças de morte feitas por um agente da Polícia Civil do Pará (PCPA) contra uma travesti, após uma orgia ocorrida na suíte de um motel no setor industrial de Taguatinga Sul, na madrugada dessa quinta-feira (7/1), teve novos desdobramentos nesta sexta-feira (8/1). A investigação será tocada pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin), da Polícia Civil do DF (PCDF).

“Ele, o policial é usuário de drogas. Fez uso de pedra durante grande parte da noite. Eu não uso nada, mas ele, somente ele, usou bastante”, disse.

De acordo com a apuração da PCDF, a travesti e três amigas foram abordadas pelo homem quando estavam no ponto onde fazem programa, nas proximidades da quadra CSG 10, por volta de 19h. Em seguida, o grupo seguiu para o motel. Horas depois, as três amigas deixaram o local e a travesti permaneceu na companhia do cliente, que chegou a se apresentar como delegado.

Câmeras de segurança

Todas as pessoas envolvidas na orgia, deverão ser intimadas para prestar depoimento. A PCDF deverá requisitar imagens registradas por câmeras de segurança do motel para confirmar a presença de todos que estiveram na suíte. Na delegacia, após o crime, Kaila contou aos policiais que passou em outro motel, onde costuma deixar suas coisas, e guardou R$ 300, referentes ao seu programa.

No momento em que a funcionária do motel foi ao quarto receber a conta, a travesti gritou para chamar a polícia, porque era mantida ali sob ameaça de morte pelo cliente. Alegando ser delegado, o homem conseguiu deixar o estabelecimento após ficar alguns minutos retido na portaria. Instantes depois, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) chegou ao local e levou a travesti até a delegacia para registrar ocorrência.

Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Corpos carbonizados são encontrados em imóvel do DF destruído em incêndio
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil prende no Distrito Federal dois foragidos por homicídio

Publicados

em

O primeiro procurado cometeu um homicídio, duas tentativas de assassinato e dois roubos com restrição à liberdade da vítima

LEONARDO ARRUDA/METRÓPOLES

Equipes da 9ª Delegacia de Polícia (Lago Norte) cumpriram, nessa segunda-feira (18/1), seis mandados de prisão em desfavor de dois criminosos foragidos que respondem a crimes de homicídio e tinham as prisões decretadas pela Justiça.

Ainda na segunda-feira, os investigadores encontraram uma mulher acusada de ter cometido um homicídio em Goiás. A informação inicial era que ela estaria refugiada na invasão do Saan, próximo ao Parque Nacional de Brasília.

No local, os agentes conseguiram capturar a criminosa, que tem mandado de prisão condenatória de 12 anos de reclusão decretada pela Justiça de Goiás.

Fonte: Metropoles
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PMDF prende foragido a mais de 7 anos com penas somadas de mais de 53 anos
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA IBANEIS

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA