BRASÍLIA

POLICIAL

PC cumpre 6 mandados judiciais e conclui investigação do golpe do novo número

Publicados

em

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio do Grupo de Repressão a Estelionatos e outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC), deflagrou Operação para cumprir 06 mandados de busca e apreensão em desfavor de investigados por integrarem uma associação criminosa voltada para a prática do crime de estelionato eletrônico na modalidade golpe do novo número.

As investigações se iniciaram em maio deste ano com a prisão em flagrante de três investigados, dois deles suspeitos de serem os fornecedores de contas bancárias utilizadas para o recebimento dos valores provenientes dos crimes e o terceiro suspeito de ser um dos cooptadores de contas. Com o avançar das investigações, foram identificados outros integrantes do grupo, motivo pelo qual as medidas cautelares foram solicitadas ao Poder Judiciário.

No cumprimento das medidas foram apreendidos objetos importantes para a finalização das investigações, dentre eles uma maquineta de cartão e R$ 6.100,00 em espécie.

Policia Civil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Motorista sai ileso após carro se partir ao meio em acidente
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

POLICIAL

Homem é condenado a 24 anos de prisão por assassinato em vingança

Publicados

em

Por

A segunda vítima teria presenciado o ataque e sobrevivido a facadas nas costas enquanto fugia do local

O Tribunal do Júri de Planaltina condenou Welisson Ferreira Barros a 24 anos e dois meses de prisão por matar um desafeto e a tentativa de homicídio de outro homem.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do DF, os crimes ocorreram no dia 18 de agosto de 2019, no bairro Arapoanga, em Planaltina, motivados por suspeita que a vítima fatal teria participação em roubo contra o réu e seus comparsas.

Na segunda-feira (24), o Ministério Público decidiu que o crime contra a primeira vítima foi praticado por motivo torpe, uma vez que o réu agiu por vingança e sem direito a defesa, já que o ofendido foi atingido pelas costas.

A segunda vítima teria presenciado o ataque e sobrevivido a facadas nas costas enquanto fugia do local.

Em plenário, os jurados acolheram a denúncia do MPDFT para condenar o réu. O juiz presidente do Júri condenou Welisson. O réu deverá cumprir a pena em regime inicial fechado e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

Leia Também:  Mudança no modelo de atendimento de delegacias de SP divide opiniões

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.