BRASÍLIA

POLICIAL

PMDF apreende pássaros criados de forma irregular

Publicados

em

Dois papagaios e um papa-capim foram apreendidos em lugares diferentes do Distrito Federal por policiais militares do Batalhão Ambiental, nesta quarta-feira (1º).

Os dois papagaios foram apreendidos após o Grupo de Operações do Cerrado (GOC), ver uma gaiola com os animais em uma casa no Núcleo Rural Rajadinha, durante o patrulhamento. Os militares entraram em contato com proprietário das aves que informou não ter autorização para criação dos papagaios. Foi confeccionado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e os animais foram encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas).

O papa-capim foi apreendido em circunstâncias parecidas. Uma equipe do Rádio Patrulhamento Ambiental (RPA), patrulhava a cidade do Recanto das Emas quando viu uma gaiola com o pássaro em uma gaiola no interior de uma residência. Da mesma forma, os policiais entraram em contato com a proprietária do pássaro. Ela informou que também não tinha autorização para criação. Foi confeccionado o TCO e o pássaro levado para o Cetas,

 

PMDF

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mudança no modelo de atendimento de delegacias de SP divide opiniões
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

POLICIAL

Homem é condenado a 24 anos de prisão por assassinato em vingança

Publicados

em

Por

A segunda vítima teria presenciado o ataque e sobrevivido a facadas nas costas enquanto fugia do local

O Tribunal do Júri de Planaltina condenou Welisson Ferreira Barros a 24 anos e dois meses de prisão por matar um desafeto e a tentativa de homicídio de outro homem.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do DF, os crimes ocorreram no dia 18 de agosto de 2019, no bairro Arapoanga, em Planaltina, motivados por suspeita que a vítima fatal teria participação em roubo contra o réu e seus comparsas.

Na segunda-feira (24), o Ministério Público decidiu que o crime contra a primeira vítima foi praticado por motivo torpe, uma vez que o réu agiu por vingança e sem direito a defesa, já que o ofendido foi atingido pelas costas.

A segunda vítima teria presenciado o ataque e sobrevivido a facadas nas costas enquanto fugia do local.

Em plenário, os jurados acolheram a denúncia do MPDFT para condenar o réu. O juiz presidente do Júri condenou Welisson. O réu deverá cumprir a pena em regime inicial fechado e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

Leia Também:  Mulher realiza parto na praia de Copacabana com ajuda de garis, no Rio

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.