BRASÍLIA

POLICIAL

Preso por triplo feminicídio diz que matou filha para ela não ficar sem os pais

Publicados

em

Foto: Reprodução/EPTV

Além da filha, Miqueias da Silva Santana, 30, também matou a mulher e a sogra, todas com golpes de pá e enxada na cabeça

Preso em flagrante por triplo feminicídio nesta terça-feira, 18, em Campinas (SP), um homem que matou a filha de 3 anos relatou que o fez para que a menina não ficasse sozinha sem os pais. Além da filha, Miqueias da Silva Santana, 30, também matou a mulher e a sogra, todas com golpes de pá e enxada na cabeça.

Miqueias foi encontrado após ele mesmo acionar a Polícia Militar, ele alegou que ‘fez besteira’ e mencionou que havia apenas ferido a esposa.

“Na mente dele, ele entendeu que seria a melhor solução, conforme declarações, porque ela [a filha] ficaria sem mãe, avó e o pai, porque o pai ficaria preso”, contou ao g1 o delegado Mateus Rocha, da 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), sobre o assassinato de Manuella Bernardes Santana.

De acordo com o delegado, o suspeitou contou que nos últimos três meses as discussões com a mulher, Cláudia Bernardes Santos, 34, ficaram mais frequentes. Ele também relatou que a decisão de matar a sogra, Creuza Aparecida Bernardes, 71, se deve ao fato das interferências de Creuza na relação dele com Cláudia.

Leia Também:  Policial é flagrado com amante, tenta fugir da esposa e cai com viatura em ribanceira

“Estava bastante tranquilo, aparentemente tranquilo, e falou tudo espontaneamente. A princípio houve um histórico de discussões, mas nada além disso, não há notícias de agressões anteriores. Mas, houve um desentendimento há cerca de três meses, segundo ele a convivência entre os dois piorou e começaram a discutir mais. Até que na data de ontem houve nova discussão, ele saiu de casa a pretexto de buscar refrigerante para família, e decidiu que era aquele o momento de praticar o crime. Ele voltou pra casa, se apoderou da ferramenta que tinha lá, agrediu primeiramente a sogra, a filha, em seguida a esposa entrou em luta corporal e acabou sendo vitimada”, falou Rocha.

O motivo da discussão não foi confirmado. Uma vizinha da família diz que a mulher queria a separação.

Depoimento e relatos de vizinhos

A Polícia Técnico-Científica também foi acionada e a casa onde os crimes aconteceram foi isolada para realização da perícia. Os horários e locais dos sepultamentos das vítimas não foram confirmados.

“Escutei, ela gritou um pouco, e umas batidas. Passou um tempo, veio a viatura, perguntou se tinha escutado [gritos], aí chamou, chamou no portão. Aí não atenderam e [os policiais] foram embora. Quando foi agora de manhã, teve essa tragédia, mas não teve muito barulho. Foram umas dez batidas. Ouvi grito. Socorro, não”, disse Sandra.

Leia Também:  “Ele não vai mais voltar”, diz avó de jovem morto em Águas Claras

“Gente boa, calmos, normal, não aparentavam nada, não ouvia briga […] É muita tristeza”, completou.

Uma amiga da família, Andreia Brunelli, contou que Cláudia havia passado por uma cirurgia bariátrica. “Estava se cuidando, feliz, por causa dele mesmo. Para ver se ele notava ela. Única coisa que ela falava é que ele não dava atenção para ela, não ajudava, não parava em serviço, era uma pessoa que brigava demais, mas nunca soube que batia nele. Eles estavam em fase de separação, ela queria separar dele, mas nunca dava […] Não sei se ele batia nela. É um choque, não tem lógica”, falou.

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:

POLICIAL

Polícia prende mulher suspeita de agredir babá e tentar sequestrar criança, em Brasília

Avatar

Publicados

em

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (25), a mulher suspeita de tentar sequestrar uma criança de 1 ano e 5 meses, em um parque da 310 Sul, em Brasília. A criança brincava em um escorregador quando foi atacada pela investigada.

De acordo com o delegado Maurício Iacozzilli, a mulher se chama Maria Zilda Pinto Alves, tem 49 anos e foi encontrada no Núcleo Bandeirante. Segundo o investigador, a suspeita é sem-teto e tem cerca de 50 passagens por “crimes de menor potencial ofensivo”.

Parquinho da 310 Sul, no DF, onde moradora de rua tentou sequestrar criança — Foto: TV Globo/Reprodução

Zilda vai ser interrogada na 1ª Delegacia de Polícia, na Asa Sul, para explicar os motivos que a levaram a cometer o crime. Ela vai responder por lesão corporal e sequestro tentado, com pena prevista de até 10 anos de prisão.

De acordo com testemunhas, a babá da menina presenciou o crime, tentou conter a mulher, mas foi agredida. Segundo a Polícia Civil, pessoas que estavam no local ajudaram as vítimas e a suspeita fugiu.

“Ela avançou em mim e passou a unha. Eu já peguei a Pietra [nome da criança] assustada e corri para outro parquinho. Minha preocupação era a menina. Quem cuida do filho dos outros tem que ter atenção mais redobrada ainda”, disse à TV Globo a babá Margarett da Silvia Souza.

Após o crime, os investigadores conseguiram imagens da mulher rondando prédios da região

Leia Também:  Polícia prende mais três suspeitos de assassinato de casal em Ceilândia, no DF; caso é tratado como homicídio

‘Desespero’

 

Babá que impediu sequestro de criança em parque da 310 Sul, no DF teve ferimentos no pescoço — Foto: TV Globo/Reprodução

Ao g10, a pedagoga Ana Márcia Rabelo, mãe da criança, contou que a situação é desesperadora. “Ela [a suspeita] agarrou minha filha e correu para o outro lado do parque. A minha babá pediu socorro e essa mulher arranhou o pescoço dela. Quando outras pessoas foram ajudar, ela fugiu correndo”, contou.

De acordo com Ana Márcia, o caso gera “uma sensação muito grande de insegurança”. Que [o caso] sirva de alerta para outras mães tomarem cuidado. A minha filha só não foi sequestrada porque minha babá estava atenta”, diz.

A pedagoga contou ainda que a babá está bem e passou por exame no Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Civil. De acordo com a mulher, a funcionária sofreu ferimentos no pescoço.

Fonte: G1

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Nos siga no Facebook

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Gostou da notícia? Quer mais?

Nos Siga no Facebook 

para mais Notícias

Gostou da notícia? Nos Siga para Mais.

ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?
ENVIAR MENSAGEM
Estamos Online!
Olá
Podemos Ajudar?