BRASÍLIA

ENTORNO POLITICA

Lincoln Tejota assume PROS com objetivo de triplicar bancada do partido em Goiás

Publicados

em

Grande encontro regional neste sábado (17/3) reunirá principais lideranças do Estado, como o vice-governador Zé Eliton, e discutirá rumos para eleição de 2018
O deputado estadual Lincoln Tejota vai se filiar ao Partido Republicano da Ordem Social (PROS) durante o II Encontro Regional do partido que ocorrerá neste sábado, 17, às 10 horas, no Master Hall, em Goiânia. No evento, Tejota assumirá também o comando do diretório estadual a convite do presidente nacional, Eurípedes Júnior.
O principal objetivo da nova direção do PROS é montar uma chapa competitiva para as eleições deste ano. Pré-candidato a deputado federal, Tejota diz que vai trabalhar para ampliar o partido em Goiás. “Nosso objetivo é fazer no mínimo três deputados estaduais e um deputado federal, pelo menos. E, no país, fazer de 15 a 25 deputados federais, ter liderança em Brasília, e ocupar o lugar que o partido merece, porque estamos crescendo e ajudando a mudar o Brasil”, defendeu.
Atualmente, o PROS conta com dois deputados estaduais, cinco prefeitos, sete vice-prefeitos e 86 vereadores em Goiás. Sobre as diretrizes do partido, Lincoln Tejota afirma que a sigla faz parte da base aliada e vai caminhar com os projetos decididos por todos os partidos que a compõem. “Estamos firmes com a base. O deputado Sérgio Bravo, do PROS, é base do governador, eu sou base do governador, o partido permanecerá junto a Marconi Perillo, obviamente, caminhando com nosso futuro governador, Zé Eliton. Temos espaço para crescer”, completou.
Após seis anos no PSD, Lincoln Tejota garante que deixa a sigla mantendo boas relações com o presidente regional, ex-secretário Vilmar Rocha: “É um dos melhores nomes da política do nosso Estado, e saio de cabeça erguida, da mesma forma que entrei. Não foi nada feito na surdina, pelo contrário. Venho conversando com Vilmar há um bom tempo, colocado meus posicionamentos e ele me incentivou a ir para o PROS, por entender que é importante para meu projeto”, arrematou.
Além do deputado estadual Lincoln Tejota, diversas outras lideranças de todas as regiões de Goiás também se filiarão ao PROS. O evento deve contar com as presenças do governador Marconi Perillo (PSDB), do vice-governador Zé Eliton (PSDB), do senador Wilder Morais (PP), deputados, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e líderes de todo o Estado.
 
Serviço
II Encontro Regional do PROS Goiás e filiação do deputado estadual Lincoln Tejota
Local: Master Hall
Endereço: Rua 23, nº 40, Bairro Santo Antônio, Goiânia (GO)
Data: 17 de março de 2018 (sábado)
Horário: 10 horas
Assessoria de imprensa deputado estadual Lincoln Tejota
Tainá Borela – (62) 9 9648-1207
Alexandre Parrode – (62) 9 8131-5050
Fonte: Edmilsom Boa Morte/PROS
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Tenente Rajão a terceira via para a prefeitura de Águas Lindas - GO

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ENTORNO POLITICA

Mais 12 cidades farão parte da Região Integrada de Desenvolvimento Econômico (RIDE)

Publicados

em

Por

Resultado de imagem para Alto Paraíso, Cavalcante e mais 10 cidades farão parte da Ride

Alto Paraíso, Cavalcante e mais 10 cidades farão parte da Ride

Agora, Alto Paraíso, Alvorada do Norte, Barro Alto, Cavalcante, Flores de Goiás, Goianésia, Niquelândia, São João d’Aliança, Simolândia e Vila Propício, além dos municípios mineiros de Arinos e Cabeceira Grande, foram incluídos Ride. Senadores aprovaram o projeto sob o argumento de essa região tem forte ligação socioeconômica com o Distrito Federal


Proposta aguarda sanção presidencial (foto: Credito: Breno Fortes/CB/D.A. Press. Brasil)
Proposta aguarda sanção presidencial(foto: Credito: Breno Fortes/CB/D.A. Press. Brasil)

A Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride-DF) ganhou mais 12 municípios, entre eles, Cavalcante (GO) e Alto Paraíso (GO). Os senadores aprovaram o projeto de lei na terça-feira (22/5) com 64 votos favoráveis e um voto contrário. Agora, a proposta segue para a sanção presidencial.

Pelo texto do PLC 102/2015–Complementar, passam a fazer parte dessa região dez municípios goianos e dois mineiros: Alto Paraíso, Alvorada do Norte, Barro Alto, Cavalcante, Flores de Goiás, Goianésia, Niquelândia, São João d’Aliança, Simolândia e Vila Propício, todos de Goiás e Arinos e Cabeceira Grande, em Minas Gerais.
Criada em 1998, a Ride é atualmente composta pelo próprio Distrito Federal e pelos municípios goianos de Abadiânia, Água Fria de Goiás, Águas Lindas, Alexânia, Cabeceiras, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Cristalina, Formosa, Luziânia, Mimoso de Goiás, Novo Gama, Padre Bernardo, Pirenópolis, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto, Valparaíso e Vila Boa, além dos municípios mineiros de Unaí e Buritis.
Pelo texto do PLC 102/2015–Complementar, passam a fazer parte dessa região dez municípios goianos: Alto Paraíso, Alvorada do Norte, Barro Alto, Cavalcante, Flores de Goiás, Goianésia, Niquelândia, São João d’Aliança, Simolândia e Vila Propício, além dos municípios mineiros de Arinos e Cabeceira Grande.

Criada pela Lei Complementar 94/1998, a Ride é atualmente composta pelo próprio Distrito Federal e pelos municípios goianos de Abadiânia, Água Fria de Goiás, Águas Lindas, Alexânia, Cabeceiras, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Cristalina, Formosa, Luziânia, Mimoso de Goiás, Novo Gama, Padre Bernardo, Pirenópolis, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto, Valparaíso e Vila Boa, além dos municípios mineiros de Unaí e Buritis.

Leia Também:  Mulher usa cartão Bolsa Família para comprar uísque e energético em balada de Goiânia

O projeto visa apenas ampliar a área de abrangência da Ride, com base no argumento de que existe um conjunto de municípios limítrofes a essa região que apresentam uma forte ligação socioeconômica com o Distrito Federal e não são seus membros originais.

O projeto também foi defendido pelos senadores Ronaldo Caiado (DEM-GO) e Wilder Morais (DEM-GO) como benéfico para a diminuição das desigualdades regionais. Para eles, os municípios beneficiados terão mais atenção pública em relação às áreas de saúde, educação, transporte e segurança pública. Caiado também ressaltou a situação da população de Goiás que mora no Entorno de Brasília e trabalha no Distrito Federal, mas sofre com a falta de atenção e de recursos.

O PLC foi aprovado sem o nome do distrito de São Gabriel, em Goiás. Caiado explicou que São Gabriel é um distrito da cidade de Planaltina, que já integra a Ride.

Fonte: EG NEWS com Informações da Agência Senado

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA