BRASÍLIA

SAÚDE

AstraZeneca espera produzir 200 milhões de doses de vacina até abril

Publicados

em

Farmacêutica divulgou resultados de 2020

A AstraZeneca espera produzir mais de 100 milhões de doses de sua vacina contra a covid-19 – desenvolvida em conjunto com a Universidade de Oxford – neste mês e elevar a capacidade para mais de 200 milhões de doses por mês até abril, disse o presidente executivo da farmacêutica, Pascal Soriot, nesta quinta-feira (11).

O chefe de Pesquisa e Desenvolvimento Biofarmacêutico da companhia, Mene Pangalos, afirmou que a empresa espera os dados dos testes em estágio avançado de sua vacina nos Estados Unidos, antes do final de março.

Uma leitura dos dados está somente “semanas distante”, disse ele em teleconferência depois da divulgação dos resultados da companhia em 2020.

OMS

A vacina da AstraZeneca é segura e eficaz e deve ser amplamente implantada, inclusive em países onde a variante sul-africana do coronavírus talvez reduza sua eficácia, recomendou um painel da Organização Mundial da Saúde (OMS) nessa quarta-feira.

Leia Também:  Campanha alerta população sobre vacinas contra Covid-19 falsificadas

Em recomendações provisórias sobre a vacina, o painel do Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização disse que a vacina deve ser administrada em duas doses, com um intervalo de cerca de 8 a 12 semanas entre a primeira e a segunda, e também deve ser utilizada em pessoas com 65 anos ou mais.

Mesmo em países como a África do Sul, onde foram levantadas questões sobre a eficácia da vacina da AstraZeneca contra uma variante do coronavírus SARS-CoV-2, “não há razão para não recomendar seu uso”, afirmou o presidente do grupo da OMS, Alejandro Cravioto, em entrevista.

A África do Sul interrompeu esta semana a vacinação com o imunizante da AstraZeneca, depois que dados de um pequeno ensaio mostraram que ela não protegia contra doenças leves a moderadas da variante 501Y.V2 do coronavírus, atualmente predominante no país.

Leia Também:  Ritmo de vacinação no Brasil é o 3º melhor do mundo, atrás apenas dos EUA e da China

A OMS disse que essas conclusões preliminares “destacam a necessidade urgente de uma abordagem coordenada para vigilância e avaliação de variantes” e seu impacto na eficácia da vacina.

“A OMS continuará monitorando a situação e à medida que novos dados forem disponibilizados, as recomendações serão atualizadas de acordo”, acrescentou. (Reuters/ABr)

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Brasil já é o 5º país que mais vacinou contra o coronavírus no mundo

Publicados

em

Brasil aplicou cerca de 8 milhões de doses e a expectativa é ultrapassar a marca de 10 milhões de ainda na semana que vem

A chegada e distribuição de 2 milhões de vacinas da Índia somadas às primeiras 3,8 milhões de doses produzidas no Butantan levaram o Brasil ao posto de 5º país que mais vacinou sua população no planeta, segundo levantamento da prestigiada plataforma Our World in Data.

O Brasil aplicou cerca de 8 milhões de doses e a expectativa é ultrapassar a marca de 10 milhões de vacinados na semana que vem, superando inclusive o total de casos confirmados de Covid-19 no país, até agora. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Ao contrário de outros países, o Brasil decidiu manter reserva para garantir a segunda dose para aqueles que já receberam a primeira.

Essa estratégia refuta os negativistas que difundem fake news do tipo “acabaram as vacinas”. Ao contrário.

Os estados utilizaram apenas metade das doses enviadas pelo governo. Com a nova remessa, a taxa diária de 250 mil vacinados deve disparar.

Leia Também:  Bolsonaro pede união a governadores na luta contra a covid-19

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA