BRASÍLIA

SAÚDE

Burocracia da Anvisa, impede uso de 30 milhões de doses já adquiridas

Publicados

em

Brasil segue impedido pela Anvisa de aplicar 30 milhões de doses da Covaxin e da Suputinik V que já comprou

Só as 20 milhões de doses da indiana Covaxin e as 10 milhões da russa Sputinik V, já contratadas pelo Ministério da Saúde e que já poderiam ter sido entregues, caso a Anvisa tivesse liberado seus pedidos de uso emergencial e licença de importação, poderiam imunizar 15 milhões de brasileiros.

Para se ter uma ideia, até hoje o Brasil teve 12,4 milhões de infectados e 310 mil vítimas fatais, o que representa 2,5% do total de infectados. Com as vacinas liberadas e 15 milhões de imunizados, proporcionalmente o país evitaria milhares vítimas fatais.

Neste sábado (27), a Anvisa suspendeu a contagem do prazo legal de 7 dias para análise do uso emergencial da vacina Sputinik V. É a quarta vez que a agência reguladora inviabiliza o exame de uso do imunizante. A União Química, que representa o imunizante, fez a primeira tentativa em agosto de 2020.

A nova legislação impõe prazo de 7 dias para a Anvisa analisar pedidos de uso ou licença de importação de vacinas, mas cometeu o erro de encarregar a agência de regulamentar as regras. Com isso, a Anvisa praticamente neutralizou o prazo, atribuindo-se o poder de “suspender o prazo legal”, o que fez à Sputinik V.

A tragédia diária das normas

O Brasil registrou 100 mil novos casos no sábado (27) e 40,7 mil novos casos neste domingo (28), de acordo com a plataforma independente de monitoramento aninabrasil.org.

Como 15 milhões representam 7,14% do total da população, pode-se afirmar que, proporcionalmente, 15 mil desses 100 mil infectados poderiam ter sido imunizados, e entre eles, 175 mortes que serão causadas por apenas um dia de infecção teriam sido evitadas.

Leia Também:  Devido a evento esportivo, Setor de Clubes Norte terá interdição no tráfego

Fonte: Diário do Poder

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Covid-19: sistema de agendamento para vacina no DF tem instabilidade

Publicados

em

Um dos problemas apontados é a falta do campo que define a região administrativa onde o paciente que busca pela vacinação mora

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal abriu, às 12h desta quarta-feira (5/5), mais 60 mil vagas para agendamento da imunização contra a Covid-19 de indivíduos com comorbidades. A página, no entanto, passa por instabilidade e diversas pessoas reclamam nas redes sociais da dificuldade de marcar a aplicação da vacina.

Um dos problemas apontados é a falta do campo que define a região administrativa onde o paciente que busca pela vacinação mora.

PUBLICIDADE

Nessa terça-feira (4/5), a plataforma também apresentou falhas. Procurada pela reportagem, a Secretaria de Saúde disse que “o sistema está sendo otimizado de forma periódica, a partir da análise permanente da área técnica, razão pela qual em alguns períodos o site pode ficar fora do ar permitindo que o sistema seja aperfeiçoado”.

Nesta quarta, começou o agendamento de pessoas com 55 a 59 anos portadoras de comorbidades. Podem agendar aqueles que já se cadastraram no site vacina.saude.df.gov.br informando a doença pré-existente.

conteudo patrocinado

AVONOlha de novo pra Avon

De acordo com a secretaria, a imunização está prevista para ocorrer nas seguintes datas:

  • 7 e 8 de maio: pessoas com 59 anos com comorbidades;
  • 10 e 11 de maio: pessoas com 58 anos com comorbidades;
  • 12 e 13 de maio: pessoas com 57 anos com comorbidades;
  • 14 e 15 de maio: pessoas com 56 anos com comorbidades;
  • 16 e 17 de maio: pessoas com 55 anos com comorbidades.

Confira a lista de comorbidades:

Divulgação/SES-DF

Continua também o agendamento para preenchimento das 10 mil vagas, que foram abertas na última segunda-feira (3/5), para pessoas com síndrome de Down (18 a 59 anos), imunossuprimidos (18 a 59 anos) gestantes e puérperas com comorbidades (18 a 59 anos), pessoas com deficiência inscritas no BPC (18 a 59 anos) e em terapia renal substitutiva (18 a 59 anos). Até a noite dessa terça, foram preenchidas 8.621 vagas para esse grupo.

Leia Também:  Após 41 anos, Band assume Fórmula 1 com nomes consagrados na Rede Globo

Também continua aberto o agendamento para profissionais de saúde com registro nos conselhos de classe. Nesta etapa, poderão agendar trabalhadores das categorias de serviço social; agentes funerários; biomedicina; biologia; técnicos de laboratório; medicina; enfermagem; técnicos de radiologia; internos de medicina e enfermagem; e da Secretaria DF Legal. Das 10 mil vagas abertas para vacinação contra a Covid-19, até a noite de ontem, haviam sido preenchidas 3.268 vagas.

Balanço

Para agendar a vacinação, é preciso estar cadastrado no site vacina.saude.df.gov.br. Até as 18h de terça, 102.918 pessoas com comorbidades se cadastraram na página. A maior parte foi pessoas com hipertensão arterial (30.851 pessoas) e com diabetes mellitus (22.338).

Das 8.621 vagas já preenchidas para o agendamento do primeiro grupo de comorbidades, a maior parte foi para pessoas com imunossupressão (4.887) e pessoas com deficiência inscritas no BPC (1.532).

Veja quem está contemplado entre os imunossuprimidos:

  • Pessoas transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea;
  • Pessoas com HIV e CD4 <350 células/mm3;
  • Pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida;
  • Pessoas em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias;
  • Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses;
  • Pessoas com neoplasias hematológicas.
Leia Também:  Devido a evento esportivo, Setor de Clubes Norte terá interdição no tráfego

Leia a nota da Secretaria de Saúde na íntegra:

“A Secretaria de Saúde informa que o cadastramento para vacinação do grupo com comorbidades foi iniciado na última sexta-feira (30) e de lá pra cá já foram realizados 115 mil cadastros.

Já o agendamento, que teve início na segunda-feira (3), registrou, apenas no dia de hoje (5), 29 mil pessoas agendadas para aplicação da vacina nos próximos dias.

As vagas disponíveis foram esgotadas e a área técnica trabalha para que até o fim do dia sejam novamente inseridas no sistema com a possibilidade de agendamento até o dia 11 de maio.

A pasta ressalta que o sistema está sendo otimizado de forma periódica, a partir da análise permanente da área técnica, razão pela qual em alguns períodos o site pode ficar fora do ar permitindo que o sistema seja aperfeiçoado.

É importante ressaltar que o horário de abertura do agendamento pode variar de acordo com o número de doses disponibilizadas e alcance do grupo prioritário, por isso, os horários podem sofrer alteração de acordo com a situação específica daquele dia.

A secretaria destaca que, para dar maior transparência aos dados do agendamento, a partir de hoje será publicado diariamente um balanço com os números de cadastros e agendamentos, disponibilizado no site a partir de 19h.”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA