BRASÍLIA

SAÚDE

Covid-19: sistema de agendamento para vacina no DF tem instabilidade

Um dos problemas apontados é a falta do campo que define a região administrativa onde o paciente que busca pela vacinação mora

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal abriu, às 12h desta quarta-feira (5/5), mais 60 mil vagas para agendamento da imunização contra a Covid-19 de indivíduos com comorbidades. A página, no entanto, passa por instabilidade e diversas pessoas reclamam nas redes sociais da dificuldade de marcar a aplicação da vacina.

Um dos problemas apontados é a falta do campo que define a região administrativa onde o paciente que busca pela vacinação mora.

PUBLICIDADE

Nessa terça-feira (4/5), a plataforma também apresentou falhas. Procurada pela reportagem, a Secretaria de Saúde disse que “o sistema está sendo otimizado de forma periódica, a partir da análise permanente da área técnica, razão pela qual em alguns períodos o site pode ficar fora do ar permitindo que o sistema seja aperfeiçoado”.

Nesta quarta, começou o agendamento de pessoas com 55 a 59 anos portadoras de comorbidades. Podem agendar aqueles que já se cadastraram no site vacina.saude.df.gov.br informando a doença pré-existente.

conteudo patrocinado

AVONOlha de novo pra Avon

De acordo com a secretaria, a imunização está prevista para ocorrer nas seguintes datas:

  • 7 e 8 de maio: pessoas com 59 anos com comorbidades;
  • 10 e 11 de maio: pessoas com 58 anos com comorbidades;
  • 12 e 13 de maio: pessoas com 57 anos com comorbidades;
  • 14 e 15 de maio: pessoas com 56 anos com comorbidades;
  • 16 e 17 de maio: pessoas com 55 anos com comorbidades.

Confira a lista de comorbidades:

Divulgação/SES-DF

Continua também o agendamento para preenchimento das 10 mil vagas, que foram abertas na última segunda-feira (3/5), para pessoas com síndrome de Down (18 a 59 anos), imunossuprimidos (18 a 59 anos) gestantes e puérperas com comorbidades (18 a 59 anos), pessoas com deficiência inscritas no BPC (18 a 59 anos) e em terapia renal substitutiva (18 a 59 anos). Até a noite dessa terça, foram preenchidas 8.621 vagas para esse grupo.

Leia Também:  Brasil registra 17.246 novos casos e 307 mortes por covid-19

Também continua aberto o agendamento para profissionais de saúde com registro nos conselhos de classe. Nesta etapa, poderão agendar trabalhadores das categorias de serviço social; agentes funerários; biomedicina; biologia; técnicos de laboratório; medicina; enfermagem; técnicos de radiologia; internos de medicina e enfermagem; e da Secretaria DF Legal. Das 10 mil vagas abertas para vacinação contra a Covid-19, até a noite de ontem, haviam sido preenchidas 3.268 vagas.

Balanço

Para agendar a vacinação, é preciso estar cadastrado no site vacina.saude.df.gov.br. Até as 18h de terça, 102.918 pessoas com comorbidades se cadastraram na página. A maior parte foi pessoas com hipertensão arterial (30.851 pessoas) e com diabetes mellitus (22.338).

Das 8.621 vagas já preenchidas para o agendamento do primeiro grupo de comorbidades, a maior parte foi para pessoas com imunossupressão (4.887) e pessoas com deficiência inscritas no BPC (1.532).

Veja quem está contemplado entre os imunossuprimidos:

  • Pessoas transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea;
  • Pessoas com HIV e CD4 <350 células/mm3;
  • Pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida;
  • Pessoas em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias;
  • Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses;
  • Pessoas com neoplasias hematológicas.
Leia Também:  DF registra aumento de 46% nos óbitos por Covid-19 no mês de maio

Leia a nota da Secretaria de Saúde na íntegra:

“A Secretaria de Saúde informa que o cadastramento para vacinação do grupo com comorbidades foi iniciado na última sexta-feira (30) e de lá pra cá já foram realizados 115 mil cadastros.

Já o agendamento, que teve início na segunda-feira (3), registrou, apenas no dia de hoje (5), 29 mil pessoas agendadas para aplicação da vacina nos próximos dias.

As vagas disponíveis foram esgotadas e a área técnica trabalha para que até o fim do dia sejam novamente inseridas no sistema com a possibilidade de agendamento até o dia 11 de maio.

A pasta ressalta que o sistema está sendo otimizado de forma periódica, a partir da análise permanente da área técnica, razão pela qual em alguns períodos o site pode ficar fora do ar permitindo que o sistema seja aperfeiçoado.

É importante ressaltar que o horário de abertura do agendamento pode variar de acordo com o número de doses disponibilizadas e alcance do grupo prioritário, por isso, os horários podem sofrer alteração de acordo com a situação específica daquele dia.

A secretaria destaca que, para dar maior transparência aos dados do agendamento, a partir de hoje será publicado diariamente um balanço com os números de cadastros e agendamentos, disponibilizado no site a partir de 19h.”

COMENTE ABAIXO:

SAÚDE

DF registra aumento de 46% nos óbitos por Covid-19 no mês de maio

Publicados

em

Por

O Distrito Federal registrou crescimento de mortes por Covid-19 em comparação ao mesmo mês do ano passado. Mesmo com um número expressivo de mortes desde o início da pandemia, o mês de maio mostrou que a doença ainda está longe de ser controlada.

Se comparados com a média de óbitos causados pelo novo coronavírus desde a chegada da doença na capital federal, o mês que se encerrou registrou aumento de 46% no número de falecimentos, atingindo a marca de 735 mortes, frente a uma média de 502.

Especialistas avaliam a constitucionalidade da importação das vacinas Sputnik V e Covaxin

Com a pandemia, queimaduras causadas por álcool registram aumento de 40% em unidade de tratamento do Hospital João XXIII

Os números de maio são melhores quando comparados com os de março e abril deste ano, os piores meses da pandemia no Distrito Federal, auge da segunda onda da doença que lotou UTIs de hospitais em todo o território nacional. Na comparação com março, maio aponta queda de 37% no número de óbitos, enquanto na comparação com abril a redução foi de 48%. 

Leia Também:  Só o Brasil e outros três países aplicam mais de um milhão de vacinas por dia

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil, base de dados abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, e podem ainda sofrer mudanças, uma vez que o prazo legal para envio de óbitos à plataforma nacional pode chegar a até 12 dias do falecimento.

Brasil 61

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA