BRASÍLIA

SAÚDE

Covid: durante enterro do pai, filhos recebem notícia da morte da mãe

Publicados

em

Família moradora do Sol Nascente está de luto. O casal vítima do novo coronavírus estava junto há 47 anos

francisca e antonio

Material cedido ao Metrópoles

Uma família do Distrito Federal vive o descontrole da pandemia de Covid-19 no Brasil de forma dolorosa. Depois de perderem o patriarca para a doença, os Nunes, moradores do Sol Nascente, receberam a notícia do óbito da mãe quando ainda estavam concluindo o enterro do pai.

Casados havia 47 anos, Antônio e Francisca deixam quatro filhos e sete netos. Todos moram no mesmo condomínio, no Sol Nascente. “Nossa família está muito abalada. Não é normal enterrar o pai num dia e a mãe no outro”, lamenta a auxiliar de limpeza Lucineide Nunes, 46, filha do casal.

Antônio e Francisca eram maranhenses. Eles tiveram contato com o coronavírus numa viagem à terra natal com o objetivo de buscar uma irmã de Antônio – Maria Azevedo Silva, 81 – a fim de trazê-la para Brasília.

Amor

A família conseguiu juntar o leito deles dentro do hospital, mas isso durou pouco, porque logo Antônio precisou ser transferido para uma unidade de terapia intensiva. “Na UTI, a fisioterapeuta conseguiu fazer uma videochamada entre meu pai e minha mãe, e todos se emocionaram muito em ver o amor dos dois”, lembra Lucineide.

Leia Também:  Prefeitura do Rio proíbe festas e eventos em quiosques da orla

“A médica falou que fez de tudo para salvar os dois, porque viu esse amor e cuidado entre eles e a família. Os filhos, o genro, a nora, os netos, todos se prontificaram a cuidar até o último momento”, relata.

RODOVIÁRIADFSOL NASCENTEUTIHRANCOVID-19

Fonte: Metropoles

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Vacinados contra a covid-19 no Brasil chegam a 23,8 milhões, 11,26% da população

Publicados

em

Nas últimas 24 horas, 561.543 pessoas receberam a vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 23 Estados e Distrito Federal

Foto: Agência Brasil

Entre os mais de 23 milhões de vacinados, 7.391.544 receberam a segunda dose, o que representa 3,49% da população com a vacinação completa contra o novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, 339.142 pessoas receberam essa dose de reforço. Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, o Brasil aplicou 900.685 imunizantes nesta segunda.

Em termos proporcionais, o Rio Grande do Sul é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 15,06% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa é encontrada no Amapá, onde 6,78% receberam a vacina. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (5,58 milhões), seguido por Minas Gerais (2,31 milhões) e Bahia (1,94 milhão).

Leia Também:  Fiocruz envasa o primeiro lote de IFA da vacina contra a covid-19

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA