BRASÍLIA

SAÚDE

Taxa de ocupação de leitos de UTI de covid-19 no Rio é acima de 90%

Publicados

em


A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de covid-19 na cidade do Rio de Janeiro se mantém acima dos 90%. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 92% das vagas na rede SUS (Sistema Único de Saúde) – que inclui leitos de unidades municipais, estaduais e federais – para pacientes graves estão ocupadas. Já a taxa de ocupação de leitos de enfermaria é de 88%. A rede SUS na capital tem 1.370 pessoas internadas em leitos especializados, sendo 560 em UTI.

Na tarde de ontem (6), 394 pessoas aguardavam transferência para leitos na capital e na Baixada Fluminense, sendo 198 para leitos de UTI covid-19. Segundo a secretaria, as pessoas que aguardam vagas de terapia intensiva são assistidas em leitos de unidades pré-hospitalares, com monitores e respiradores.

A Secretaria de Estado de Saúde informou que, nesta segunda-feira (7), a taxa de ocupação, considerando todas as unidades da rede estadual destinadas à covid-19, está em 63% em leitos de enfermaria e 82% em leitos de UTI.

Leia Também:  Covid-19: Brasil soma 6,72 milhões de casos desde o início da pandemia

Na rede pública estadual, 472 pacientes suspeitos ou confirmados com o novo coronavírus aguardam transferência para leitos de internação, sendo 220 para enfermaria e 252 para UTI, que podem ser regulados para diferentes redes: municipal, estadual ou federal.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Vacinados contra a covid-19 no Brasil chegam a 23,8 milhões, 11,26% da população

Publicados

em

Nas últimas 24 horas, 561.543 pessoas receberam a vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 23 Estados e Distrito Federal

Foto: Agência Brasil

Entre os mais de 23 milhões de vacinados, 7.391.544 receberam a segunda dose, o que representa 3,49% da população com a vacinação completa contra o novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, 339.142 pessoas receberam essa dose de reforço. Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, o Brasil aplicou 900.685 imunizantes nesta segunda.

Em termos proporcionais, o Rio Grande do Sul é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 15,06% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa é encontrada no Amapá, onde 6,78% receberam a vacina. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (5,58 milhões), seguido por Minas Gerais (2,31 milhões) e Bahia (1,94 milhão).

Leia Também:  Anúncio de ‘zero óbito’ por dengue em São Paulo gera desconfiança

Fonte: Jornal de Brasilia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

FALA BOLSONARO

ECONOMIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA